ARATU ONLINEPagina Oficial FacebookSega-me no Twitter!
 
 
 
Rick Ralley, novo cantor da Black Stylle

12/05/2013

 

Chegando agora na Black Style, Rick Ralley já tem dado o que falar. Numa entrevista exclusiva com o Universo Axé, o novo integrante do pagofunk revela que detalhes da sua trajetória e sobre o seu caso com a dançarina Cissa Cheggas. Leia abaixo:

Por: Mell Rodriguez

Me conte um pouco da sua história até chegar na Black Style.

Iniciei minha carreira com 16 anos em bandas de bairro lá na Boa Vista do Lobato, mas a primeira banda de expressão que toquei foi na Swing do P, com 18 anos. Depois disso foi na Fazenda Grande do Retiro, que é a origem da Black Style. O nome da banda era até Barabadas. Fiquei um ano na Noizpod e recebi  convite da Black.

Como foi esse convite? Quero detalhes!

Foi engraçado porque eu tava na praia com dois amigos, e estava rolando boato de que Robyssão tava saindo da banda e Léo do Parangolé. “Já pensou se me chamam pra fazer parte da Black? Pro que me chamarem eu vou!” (risos). E a gente ficou brincando com isso. Cheguei em casa de noite e o telefone tocou. Era Rock, empresário do Black. Pensei que era brincadeira até. “Rock o que, rapaz? É palhaço?” (risos). Foi muita coincidência, né? Daí ele ligou de novo. Aí a pressão caiu na hora. A gente marcou de almoçar pra conversar. E depois disso foi tudo muito rápido. No outro dia eu já estava ensaiando.

O convite foi só pra você ou teve outros rapazes também?

Tiveram outros, mas só eu fui convidado. Mas quando eu fui escolhido, foi só ensaio, ensaio, ensaio. Agora que a ficha ta caindo. A gente fez um show no Dia do Trabalhador no bairro de origem da Black, que é ali que ferve. Alí nós sentimos o termômetro, se a galera está gostando ou não. E deu mais de 15 a 20 mil pessoas. E o calor do povo foi tudo.

Então você sempre acompanhou a banda, né?

Desde o começo. Malhava lá no São Caetano só escutando eles. Eu até brincava: “só tem esse CD?”. Era todo dia! Morei um tempo na Fazenda Grande do Retiro e isso ajudou a gostar muito mais da banda. Eu praticamente acordava e dormia escutando eles. Então, por osmose, não tinha como não gostar.

Já chegou a falar com Robyssão depois que você assumiu o vocal?

Não, depois disso não tivemos mais contato.

Então vocês já se conheciam?

Já. A gente tinha uma relação bacana. Um cara super bacana, do bem. Um cara que me deu muita força por ele já ter anos de distancia na minha frente. Eu tava começando a cantar quando o conheci. Até tentei gravar uma música com ele, mas não deu. Ele me deu muita força, me ensinou, me contou vários casos da vida dele. Me ajudou muito.

Sempre pensou em cantar pagode?

Era fã de Flavinho, na época de Pagodart. Era fã, tinha todos os CDs. E quando fui no carnaval pela primeira vez, que vi aquele cara cantando... “Quero ser igual a ele”. Comecei a chorar, tinha 15, 16 anos... (risos). Ele foi minha primeira inspiração. Mas eu não tinha contato com nenhum cantor. O primeiro músico que conheci foi Léo Santana, porque ele ensaiava em frente da minha casa. E vários músicos que tocava na banda moravam lá na rua. Então quando ele ficava ensaiando, eu ficava olhando. Depois passei pra Boa Vista do Lobato, onde ele morava. E foi aí que nos conhecemos. É um cara que me inspirou muito, porque quando a gente vê algo acontecer com outra pessoa... É a mesma coisa quando vemos uma pessoa ganhar na Tele Sena. “Opá, vou jogar também”, sabe? Então eu já tinha vontade, e vi que era possível...

Mas dá pra perceber um pouco que você tem uma pegada meio “Leo Santana”.

É, porque eu sou muito fã da galera norte americana e por coincidência ele também. A gente já é preto, que já é tudo parecido (risos). Juntou que nós dois temos esse gosto parecido, né. Eu trago muito dessa pegada também pra Black Style. E ele é um dos motivos por parecer.

Agora me diga, você não fica incomodado com o pessoal que te compara com Leo Santana?

Não, não... Rapaz, o cara é um símbolo sexual de Salvador. E eu adoro ele. Falar que está incomodado com isso, é um absurdo. No início, era meio chato. Porque quando alguém, que parece você está num nível mais avançado, parece que tudo o que você faz é pra copiar. Mas eu procuro não me chatear com isso mais não.

Tem mantido contato com ele?

Tenho sim. Quase todos os dias pelo celular. Fui pro aniversario dele...

Então me conte os babados do namoro dele com a americana!

Isso eu prefiro não comentar... (risos)

Bom, pegando esse gancho dele estar namorando com alguém a distancia... Você acha que dá certo esse relacionamento “ponte-aereo”?

Não sei, porque nunca vivi isso.

Nem um amor de webcam?

Não, não.

Falando nisso... No clipe da sua antiga banda, você gravou com Cissa Chaggas. É verdade que vocês tiveram um caso?

Não, não. Cissa é uma grande amiga minha. Convidei para participar do clipe da minha antiga banda, mas nada além disso.

Se não fosse musico, o que você faria?

Design gráfico. Eu adoro arte. Alguma coisa relacionada a arte. Pintando...

Percebi que você é viciado em tatuagem.

Muito! Sou apaixonado.

Tem alguma que você desenhou?

A da caveira com fone, que significa musica até a morte. Tem o nome da minha mãe, o carinho dos meus fãs, humildade...

Me falaram que você é bem família. Como é que eles reagiram ao saber que você entraria pra Black, mesmo com toda a fama vulgar que o nome carrega.

Osh, foi uma festa! Você não tem noção. Porque eles acompanham minha luta desde o começo. Então sabem que pra chegar até esse “pequeno” lugar onde estou, é muita coisa. É muita humilhação, olho torto, muita gente dizendo pra estudar... E minha mãe mesmo com toda a dificuldade... Acho que a nossa casa era menor que essa sala. Ela era empregada domestica e mesmo com todos os apertos, ela me incentivava. Até porque, ela também queria ser cantora.

De pagode também?

Não, não... na época eram aqueles boleros, o pessoal da jovem guarda... Mas ela sempre me apoiou. A vida dela não deixou ser, e ela não queria que acontecesse comigo isso. Quando ela via que eu queria ir chorando de Campina do Pirajá até Boa Vista do Lobato andando, sem ônibus, só paleta... Ela dizia: “é, esse menino é guerreiro. Quer mesmo”.

Além do pagode, o que mais você escuta?

Tudo. Sertanejo... Gusttavo Lima, Zeze DiCamargo, música americana, axé, arrocha, lambada... Se eu ouvir e achar legal, eu escuto.

É bom na cozinha?

Poxa, eu sei fazer um ovo frito com miojo. (risos)

Ovo frito com miojo?

Prove que você vai gostar! Além disso, feijoada, macarronada, bem comida de homem mesmo (risos)... É que assim, eu cresci com minha mãe, mas ela trabalhava. Daí ela sempre me ensinava.

Você é filho único?

Não, tenho uma irmã que mora em São Paulo. Mas ela casou cedo e deixou a casa só com a gente.

Sempre foi vaidoso?

Sempre.

É rato de academia?

Pra caramba.

Agora me diga... esse corpo é sacrifício ou bomba?

Puro sacrifício.

Mas também se fosse bomba, você não falaria por questão de ética.

Então pronto! (risos). Mas é sacrifício mesmo. Minha mãe sempre foi muito chata, nunca deixou. Quando eu botei uma coisa que nem era anabolizante, essa mulher deu um ataque. “Ta tomando bomba, vc vai morrer!”. Então ela sempre botava terror na minha cabeça. Hoje em dia só suplemento, alimentação, academia...

Solteiro, casado, divorciado?

Casado há seis anos. Quer dizer, estamos há seis anos, e morando há três.

O que você pode falar para os internautas do Universo Axé?

Quero agradecer a galera do Universo Axé, porque esse é o pessoal que assiste o programa, é a galera da periferia que curte mesmo o som da gente. Agradecer pelas vibrações deles, pelas redes sociais, nas ruas... Isso tudo é maravilhoso.

Nos siga no Twitter:

- Universo Axé: @_universoaxe

Comentários:
Larissa lima -10/07/2013 - 14h08m
Quero mandar um bj pra vc Alex e outro pra minha amiga Dricka,Natasha,João e meu namoradO Rafael
 
Amanda -18/06/2013 - 13h41m
gostto muuuIIto do univerxo axé!!
 
cleide -17/06/2013 - 14h13m
eu adoro universo axe
 
cleidiane Machado -14/06/2013 - 18h35m
alex meu lindo vc esta historadosso aki no Rio Sena no lote vc tem ki marcar aki manda um bijo pra luciene +conhecido como Heni e dona eva diz ki eu a amo muito beijos pra todos vcs ai
 
janaina -14/06/2013 - 14h55m
alex te amo e queria q vc mandasse um beijo pra mim e pra minhas amiga laiane costa,luane oliveira,nathiele e emele bjs e q DEUS contenui te abençoando e q vc continui sendo umilde xau bjs
 
ronald ferreira santos -04/06/2013 - 09h44m
alex vc e barril muleque
 
ingrid -29/05/2013 - 11h36m
eu amei o novo cantor ele é muito gostozo e canta muito bem bjs ingrid marley de feira de santana te amo alex lopes.....
 

 
 
Voltar
 
 
 
 
 
Nome:
E-mail:
Comentários: