UNIDOS PELO CRIME: Polícia prende irmãos acusados de torturar e matar homem na Bahia

Berimbau Notícias
Atualizado em 12/08/2017 às 18:58
UNIDOS PELO CRIME: Polícia prende irmãos acusados de torturar e matar homem na Bahia Foto: Berimbau Notícias

Do Berimbau Notícias, parceiro do Aratu Online.

Os irmãos Derisvaldo Santos dos Santos, conhecido como “Tonho”, e Durcival Santos dos Santos, o “Duca” foram presos por Investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) em Feira de Santana, a 110 km de Salvador.

Os policiais disseram que no, dia início de abril, os acusados torturaram e mataram com requintes de crueldade, Jeferson Ramos da Silva, de 33 anos, no bairro Novo Horizonte.

Ainda de acordo com a polícia, o crime ocorreu na residência dos autores, que atraíram a vítima para a cozinha da casa e, com um revólver, um facão e uma torquesa, começaram a sessão de tortura.

A vítima foi encontrada eu um terreno baldio, cerca de 100 metros da residência e possuía o rosto desfigurado, diversos cortes pelo corpo, marcas de tiros e os dedos das mãos decepados. Os autores mataram a vítima alegando que ela atraía a polícia por causa dos furtos que praticava no bairro.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu

Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA

UNIDOS PELO CRIME: Polícia prende irmãos acusados de torturar e matar homem na Bahia

Fonte: Berimbau Notícias
Atualizado em 12/08/2017 às 21:47
UNIDOS PELO CRIME: Polícia prende irmãos acusados de torturar e matar homem na Bahia

Do Berimbau Notícias, parceiro do Aratu Online.

Os irmãos Derisvaldo Santos dos Santos, conhecido como “Tonho”, e Durcival Santos dos Santos, o “Duca” foram presos por Investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) em Feira de Santana, a 110 km de Salvador.

Os policiais disseram que no, dia início de abril, os acusados torturaram e mataram com requintes de crueldade, Jeferson Ramos da Silva, de 33 anos, no bairro Novo Horizonte.

Ainda de acordo com a polícia, o crime ocorreu na residência dos autores, que atraíram a vítima para a cozinha da casa e, com um revólver, um facão e uma torquesa, começaram a sessão de tortura.

A vítima foi encontrada eu um terreno baldio, cerca de 100 metros da residência e possuía o rosto desfigurado, diversos cortes pelo corpo, marcas de tiros e os dedos das mãos decepados. Os autores mataram a vítima alegando que ela atraía a polícia por causa dos furtos que praticava no bairro.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu