SE ERREI, PEÇO PERDÃO: Mancini se desculpa após chamar jornalista de “babaca” em áudio

Da redação
Atualizado em 22/08/2017 às 18:45
SE ERREI, PEÇO PERDÃO Mancini se desculpa após chamar jornalista de “babaca” em áudio Foto: Divulgação E.C.Vitória

O técnico do Vitória, Vagner Mancini, decidiu colocar uma pá de cal na polêmica que tomou conta dos noticiários desde o último sábado (19/8), após discutir com o jornalista Felipe Garraffa durante entrevista coletiva concedida depois que o Vitória venceu o Corinthians por 1×0 na Arena Itaquera. No dia seguinte, um áudio no qual ele chama o profissional de “corintiano babaca” voltou a esquentar a polêmica.

Preocupado com a repercussão, Mancini ligou para o presidente da equipe paulista, Roberto de Andrade, para esclarecer que em nenhum momento quis ofender a instituição.

LEIA MAIS: “Vocês precisam dar um pouquinho mais de valor a quem é de fora de São Paulo”, diz Mancini em coletiva

Além disso, o técnico entrou em contato com o repórter e, embora tenha deixado claro que discorda do comportamento dele durante a entrevista, reconheceu que não deveria tê-lo chamado de “babaca”.

Mancini divulgou nota oficial sobre o tema. Confira a íntegra do texto:

Diante da repercussão causada pela publicação de um áudio, gostaria de pedir desculpas publicamente.

A todos da torcida do Corinthians, saibam que meu sentimento sempre foi e será de máximo respeito. Por isso, liguei para o presidente do clube, Roberto de Andrade. Esclareci o fato e pedi desculpas se ofendi a instituição e a torcida. Em momento algum quis insultar o Corinthians e seus torcedores.

A partida de sábado foi histórica para mim e para o Vitória, pela campanha invicta e pela grandeza do Corinthians. Motivos para compartilhar essa conquista entre amigos (alguns corintianos) em tom de desconcentração e provocação sadia, mas, novamente, sem qualquer intenção de ofender. Infelizmente, esse momento entre amigos numa rede social, que é extremamente comum entre os profissionais do futebol, tornou-se público, fora de contexto.

Tanto fiz questão de ligar para o jornalista Felipe Garraffa e me desculpar pelo que foi dito no áudio vazado. Respeito muito o trabalho da imprensa. Errar é o do jogo. Acredito que ele errou ao me indagar com informações equivocadas, e eu errei no modo como me referi ao jornalista no áudio. Espero que o Garraffa siga uma bela carreira no jornalismo, profissão tão relevante no país.

Sobre minha postura e meu trabalho, gostaria de enfatizar que procuro fazer com enorme comprometimento e respeito a todos, apesar de todas as dificuldades que a realidade nos impõe. E, quando ganhamos, gostaria ao menos que o trabalho não fosse desvalorizado, pois a luta diária é grande e a cobrança que o futebol nos traz é pesada.

LEIA MAIS: BATEU DE FRENTE! Um homem morre e outro é preso após confronto com a Rondesp em Cajazeiras

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.

*Publicada originalmente às 17h49

Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA
X

SE ERREI, PEÇO PERDÃO: Mancini se desculpa após chamar jornalista de “babaca” em áudio

Fonte: Da redação
Atualizado em 22/08/2017 às 18:46
SE ERREI, PEÇO PERDÃO Mancini se desculpa após chamar jornalista de “babaca” em áudio

O técnico do Vitória, Vagner Mancini, decidiu colocar uma pá de cal na polêmica que tomou conta dos noticiários desde o último sábado (19/8), após discutir com o jornalista Felipe Garraffa durante entrevista coletiva concedida depois que o Vitória venceu o Corinthians por 1×0 na Arena Itaquera. No dia seguinte, um áudio no qual ele chama o profissional de “corintiano babaca” voltou a esquentar a polêmica.

Preocupado com a repercussão, Mancini ligou para o presidente da equipe paulista, Roberto de Andrade, para esclarecer que em nenhum momento quis ofender a instituição.

LEIA MAIS: “Vocês precisam dar um pouquinho mais de valor a quem é de fora de São Paulo”, diz Mancini em coletiva

Além disso, o técnico entrou em contato com o repórter e, embora tenha deixado claro que discorda do comportamento dele durante a entrevista, reconheceu que não deveria tê-lo chamado de “babaca”.

Mancini divulgou nota oficial sobre o tema. Confira a íntegra do texto:

Diante da repercussão causada pela publicação de um áudio, gostaria de pedir desculpas publicamente.

A todos da torcida do Corinthians, saibam que meu sentimento sempre foi e será de máximo respeito. Por isso, liguei para o presidente do clube, Roberto de Andrade. Esclareci o fato e pedi desculpas se ofendi a instituição e a torcida. Em momento algum quis insultar o Corinthians e seus torcedores.

A partida de sábado foi histórica para mim e para o Vitória, pela campanha invicta e pela grandeza do Corinthians. Motivos para compartilhar essa conquista entre amigos (alguns corintianos) em tom de desconcentração e provocação sadia, mas, novamente, sem qualquer intenção de ofender. Infelizmente, esse momento entre amigos numa rede social, que é extremamente comum entre os profissionais do futebol, tornou-se público, fora de contexto.

Tanto fiz questão de ligar para o jornalista Felipe Garraffa e me desculpar pelo que foi dito no áudio vazado. Respeito muito o trabalho da imprensa. Errar é o do jogo. Acredito que ele errou ao me indagar com informações equivocadas, e eu errei no modo como me referi ao jornalista no áudio. Espero que o Garraffa siga uma bela carreira no jornalismo, profissão tão relevante no país.

Sobre minha postura e meu trabalho, gostaria de enfatizar que procuro fazer com enorme comprometimento e respeito a todos, apesar de todas as dificuldades que a realidade nos impõe. E, quando ganhamos, gostaria ao menos que o trabalho não fosse desvalorizado, pois a luta diária é grande e a cobrança que o futebol nos traz é pesada.

LEIA MAIS: BATEU DE FRENTE! Um homem morre e outro é preso após confronto com a Rondesp em Cajazeiras

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.

*Publicada originalmente às 17h49