REFÚGIO ESPIRITUAL: Ministério Público pede tombamento de pedra histórica em Laje; Conheça a história

Da redação
Atualizado em 13/09/2017 às 16:17
REFÚGIO ESPIRITUAL Ministério Público pede tombamento de rocha “sagrada” em Laje Foto: Divulgação MP-BA

O Ministério Público Estadual da Bahia (MP-BA) pediu, em ação civil pública ajuizada nesta terça-feira (12/9) o tombamento judicial da chamada “Pedra Pelada”, um afloramento de rocha localizado na zona rural do município de Laje considerado de valor histórico, religioso e paisagístico. Segundo o promotor de Justiça Marcel Bittencourt, autor da ação, o local possui “dotes paisagísticos de notável feição” e representa um importante patrimônio cultural do município.

Conforme a ação, um abaixo-assinado com 471 assinaturas de moradores de povoados do entorno da Pedra Pelada e uma declaração da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição atestam que o local é considerado um “refúgio espiritual e um local de orações” por “centenas de famílias residentes ao longo do Vale do Jiquiriçá”. No lugar, onde foi construída uma cruz em 1992, são realizados “eventos adorativos, cívicos e devotos, com ampla adesão comunitária”, como “cultos, retiros, batismos e vigílias”.

LEIA MAIS: VITÓRIA DA CONQUISTA: Laboratório clandestino de próteses dentárias é fechado pela polícia

O promotor também solicita à Justiça que, de forma liminar, determine ao município a indicação do proprietário do imóvel onde está localizado o afloramento de rocha; e que o proíba, até publicação de sentença definitiva, de praticar qualquer ação que possa destruir ou descaracterizar a rocha e seu entorno.

LEIA MAIS: TUDO DE UMA VEZ: Polícia prende envolvidos na morte de policial civil na Liberdade

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.

Publicado originalmente às 14h46*

Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA
X

REFÚGIO ESPIRITUAL: Ministério Público pede tombamento de pedra histórica em Laje; Conheça a história

Fonte: Da redação
Atualizado em 13/09/2017 às 16:17
REFÚGIO ESPIRITUAL Ministério Público pede tombamento de rocha “sagrada” em Laje

O Ministério Público Estadual da Bahia (MP-BA) pediu, em ação civil pública ajuizada nesta terça-feira (12/9) o tombamento judicial da chamada “Pedra Pelada”, um afloramento de rocha localizado na zona rural do município de Laje considerado de valor histórico, religioso e paisagístico. Segundo o promotor de Justiça Marcel Bittencourt, autor da ação, o local possui “dotes paisagísticos de notável feição” e representa um importante patrimônio cultural do município.

Conforme a ação, um abaixo-assinado com 471 assinaturas de moradores de povoados do entorno da Pedra Pelada e uma declaração da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição atestam que o local é considerado um “refúgio espiritual e um local de orações” por “centenas de famílias residentes ao longo do Vale do Jiquiriçá”. No lugar, onde foi construída uma cruz em 1992, são realizados “eventos adorativos, cívicos e devotos, com ampla adesão comunitária”, como “cultos, retiros, batismos e vigílias”.

LEIA MAIS: VITÓRIA DA CONQUISTA: Laboratório clandestino de próteses dentárias é fechado pela polícia

O promotor também solicita à Justiça que, de forma liminar, determine ao município a indicação do proprietário do imóvel onde está localizado o afloramento de rocha; e que o proíba, até publicação de sentença definitiva, de praticar qualquer ação que possa destruir ou descaracterizar a rocha e seu entorno.

LEIA MAIS: TUDO DE UMA VEZ: Polícia prende envolvidos na morte de policial civil na Liberdade

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.

Publicado originalmente às 14h46*