PREMEDITADO: Homem que assassinou enteada e filhos disse antes que mataria todos carbonizados

Da redação
Atualizado em 06/01/2017 às 17:06
Foto: Divulgação

O crime cometido por Gilson de Jesus Moura, 49 anos, foi premeditado, segundo a Polícia Civil. Durante depoimento para a polícia na manhã desta sexta-feira (6/1), Gilson confessou ter trancado sua família e incendiado a casa onde morava em Feira de Santana, a 109 quilômetros de Salvador. A tragédia deixou cinco pessoas mortas e duas feridas.

A Polícia Civil informou na tarde desta sexta-feira (6/1), durante coletiva de imprensa, que o crime foi motivado por ciúmes. Na noite do réveillon, Gilson teria discutido com a irmã Ana Cristina de Jesus, 37 anos, com quem mantinha um relacionamento há 11 anos.

O motivo da discussão foi o fato de Gilson não ter gostado de ver sua companheira bebendo e dançando com outro homem durante a festa. Quando chegou em casa, ele telefonou para o celular da esposa e ameaçou matar toda a família incendiada se ela não voltasse imediatamente para casa. Mas a família não levou a ameaça à sério e achou que ele estava falando aquilo apenas para a esposa sair da festa e ir logo para casa.

LEIA MAIS: NA CELA: Preso homem que trancou e incendiou família dentro casa em Feira de Santana

Na madrugada da última quarta-feira (4/1) Gilson esperou todos os familiares dormirem para trancá-los e tocar fogo na casa onde moravam, fugindo logo em seguida.

Ainda de acordo com a polícia, Gilson encheu um galão de cinco litros com gasolina e deixou guardado em casa já para incendiar a residência. Poré, ele usou a desculpa de que o combustível seria para abastecer o tanque da motocicleta.

Após ser preso, o homicida disse para a polícia que está arrependido e que ele pode ter tido um surto por ter parado de tomar seu remédio. No entanto, a polícia descartou essa hipótese afirmando que ele tomava apenas remédios para ejaculação precoce.

RELAÇÃO COMPLICADA

O histórico de ciúmes de Gilson com Ana Cristina não é de agora. Segundo a polícia, eles sempre tiveram um relacionamento conturbado e, há 10 anos atrás, logo no início do relacionamento conjugal dos irmãos, ele deu duas facadas nas costas da esposa após um ataque de ciúmes.

Depois do ocorrido, eles chegaram a terminar, mas voltaram logo em seguida e permaneceram juntos até os dias de hoje.

FILHO DA ENTEADA

Entre as vítimas fatais está Emile de Jesus Moura, 16, enteada de Gilson. Ela e o seu filho não resistiram aos ferimentos e morreram. Porém, Emile estava grávida do seu segundo filho e a polícia suspeita de que o bebê poderia ser de Gilson. Mas o fato só será confirmado após as investigações.

Os filhos de Gilson morreram na hora. São eles: Thays de Jesus Moura, 13 anos, Carlos Alexsandro de Jesus Moura, 9, e Xayane Vitória de Jesus Moura.

LEIA MAIS: INCESTO: Suspeito de atear fogo na família em Feira de Santana era companheiro da própria irmã

LEIA MAIS: NA TELA: Divulgada foto do suspeito que ateou fogo na família em Feira de Santana

Já Ana Cristina e uma criança de três anos ficaram feridos e foram socorridos por vizinhos para o Hospital Geral Clériston Andrade e o Hospital Estadual da criança, respectivamente, onde permanecem internados. O estado de saúde de ambos não foi divulgado.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.