Prefeitura apreende 40 kg de carne durante São João no Pelô

Da redação
Atualizado em 25/06/2015 às 22:38

Cerca de 40 kg de carne acondicionados de forma irregular foram apreendidos pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) durante o São João do Pelô, realizado no Centro Histórico entre os dias 20 e 24 de junho. O montante arrecadado estava armazenado em espetos, debaixo de um caminhão próximo à área onde estavam instalados os sanitários químicos, o que poderia causar riscos à saúde dos consumidores.

O número faz parte do balanço das ações de fiscalização do comércio realizadas pela Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF/Semop). Com a participação de 70 agentes, a operação foi realizada entre 14h e 2h e contou com o apoio da Guarda Municipal para coibir irregularidades como atuação de pessoas não-licenciadas para os festejos juninos no Centro Histórico, além da comercialização de materiais proibidos a exemplo de garrafas de vidro e o uso dos espetos de churrasco.

Entre as centenas de apreensões estão também dezenas de fogareiros, carrinhos de mão e supermercado, mesas, cadeiras, bebidas artesanais acondicionadas em garrafas de vidro. “Além de coibir o comércio informal, a fiscalização tem o intuito de garantir a segurança da população, e no caso da carne, agimos em conformidade com as normas da Vigilância Sanitária”, afirma Glauco Bastos, coordenador da CLF/Semop. Para o evento, foram licenciados 300 comerciantes.

Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA
X

Prefeitura apreende 40 kg de carne durante São João no Pelô

Fonte: Da redação
Atualizado em 25/06/2015 às 16:40

Cerca de 40 kg de carne acondicionados de forma irregular foram apreendidos pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) durante o São João do Pelô, realizado no Centro Histórico entre os dias 20 e 24 de junho. O montante arrecadado estava armazenado em espetos, debaixo de um caminhão próximo à área onde estavam instalados os sanitários químicos, o que poderia causar riscos à saúde dos consumidores.

O número faz parte do balanço das ações de fiscalização do comércio realizadas pela Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF/Semop). Com a participação de 70 agentes, a operação foi realizada entre 14h e 2h e contou com o apoio da Guarda Municipal para coibir irregularidades como atuação de pessoas não-licenciadas para os festejos juninos no Centro Histórico, além da comercialização de materiais proibidos a exemplo de garrafas de vidro e o uso dos espetos de churrasco.

Entre as centenas de apreensões estão também dezenas de fogareiros, carrinhos de mão e supermercado, mesas, cadeiras, bebidas artesanais acondicionadas em garrafas de vidro. “Além de coibir o comércio informal, a fiscalização tem o intuito de garantir a segurança da população, e no caso da carne, agimos em conformidade com as normas da Vigilância Sanitária”, afirma Glauco Bastos, coordenador da CLF/Semop. Para o evento, foram licenciados 300 comerciantes.