NOVELA MARINHO: Vitória e Cruzeiro acertam venda de atacante; agente abre mão de percentual

Uol
Atualizado em 10/01/2017 às 10:40
Foto: Reprodução

Falta muito pouco para Marinho ser oficializado como reforço do Changchun Yatai. De acordo com o empresário do atacante, Jorge Machado, restam apenas questões burocráticas para o Vitória anunciar a saída do atleta e a novela finalmente chegar ao seu capítulo final.

“Evoluiu. Agora é só mais burocracia, trocar documentos… Os documentos estão chegando hoje, está tudo bem tratado. Não está fechado, mas está tudo encaminhado”, garantiu o empresário em entrevista ao UOL Esporte, na noite desta segunda-feira.

Marinho encontra-se em Porto Alegre para os últimos detalhes da negociação. Na última segunda, ele esteve mais uma vez reunido com seu empresário e o ex-zagueiro Scheidt, sócio de Jorge Machado.

Boa parte da ‘novela Marinho’, que chegou a ser sondado por Flamengo e Santos, deve-se à porcentagem que cada clube irá receber do time chinês, o mesmo de Marcelo Moreno, ex-Cruzeiro.

Em junho de 2016, o Vitória adquiriu 50% dos direitos econômicos de Marinho; 30% permaneceram com o Cruzeiro, e 20% com a empresa JMB, de Jorge Machado. Porém, o empresário foi impedido de manter os 20% dos direitos econômicos de Marinho quando o atleta assinou a sua transferência para o Vitória. Desde 1º de maio de 2015, a Fifa impede que investidores tenham percentual de jogadores. O empresário, portanto, teve que abrir mão do que receberia em uma eventual transferência.

“É difícil falar. O que o Vitória está pedindo vai levar, o Cruzeiro acertou, também vai receber, não tem multa. Eu tinha 20%, mas a lei não permite mais eu ter 20%. Ficou 50 a 30. Saiu 20% dessa negociação porque não existe mais. Virou 50, mas que não é 50 para o Cruzeiro, no caso. Mas o jurídico está aí para resolver. Dos 50 que eram do Cruzeiro, 20 pertenciam a minha empresa, lá antes da lei. Quando o Marinho foi para o Vitória acabou isso. Teve uma negociação, que tivemos que dar uma montagem nisso para ser tudo legal. A minha empresa vai abrir mão de tudo”, explicou Jorge Machado.

LEIA MAIS: POLÊMICA: Vitória diz que não abre mão de multa contratual após despedida de Marinho; Entenda

“O Vitória recebeu 2,5 milhões, e o Cruzeiro recebeu o que tem que receber. O que o Machado recebia não existe mais. Tem negociação. A multa é 5 milhões de euros, mas existe negociação”, acrescentou Jorge Machado, que não revelou o valor a ser recebido pelo Cruzeiro.

De acordo com a assessoria de imprensa do Vitória, Marinho era esperado pelo clube baiano na reapresentação do elenco nesta segunda-feira. Como não apareceu, pode receber uma multa. “A diretoria vai aguardar e Marinho será multado pela ausência”, confirmou o clube.

VOVÓ CELEBRIDADE: Conheça a senhora que arrancou elogios de Anitta, Marinho e até Ivete

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.

*Publicada originalmente às 6h41