Na pressão, Sérgio Soares pede desculpas à torcida do Bahia e fala sobre possível demissão

Da redação
Atualizado em 27/08/2015 às 15:29
Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Após a derrota por goleada de 4 a 1 diante do Sport, pela Copa Sul-Americana, o treinador do Bahia, Sérgio Soares, pediu desculpas à torcida. Na pressão pelo placar elástico contra o time pernambucano e sem vitórias há três partidas no brasileirão da série B, o torcedor tricolor começa a questionar o trabalho de Soares à frente do clube. O treinador também comentou sobre esse assunto na entrevista após a partida.

“Tenho uma diretoria que está acima de mim. Venho trabalhando, fazendo meu papel, e é isso que vou procurar fazer até o final”, comentou Sérgio Soares em poucas palavras. O comandante destacou também o “apagão” que o time levou após os 38 minutos do segundo tempo: “Primeiro quero pedir desculpa ao torcedor, principalmente pela segunda etapa e pelas falhas que nós tivemos. Nós estávamos com a classificação até os 40 minutos e erramos”, lamentou Sérgio.

Eliminado da competição internacional, o Bahia não tem tempo para lamentar, já que no próximo sábado (29), vai encarar o Mogi Mirim, último colocado da Série B, no interior paulista. O elenco do Esquadrão só terá um treino antes da viagem para Mogi das Cruzes-SP. O técnico não contará com o zagueiro Robson, que foi expulso no jogo contra o América e com os laterais Cicinho e Adriano, que se recuperam de lesões.

Alguns atletas permaneceram em Salvador, aprimorando a parte física e podem se tornar opções, como são os casos de Hayner, Vitor, Ávine e Eduardo, mas serão reavaliados nesta sexta.