MITOS E VERDADES: O que você sempre quis saber e tinha vergonha de perguntar sobre sexo anal

Priscila D' Almeida
Atualizado em 03/12/2016 às 12:25
Foto: Reprodução / Internet

Envolto em uma polêmica campanha que pede o fim da prática, o sexo anal é cercado de tabus, preconceitos e dúvidas. Por falta de informação, as pessoas propagam mentiras e sustentam informações falsas sobre este tipo de relação sexual.

“A sociedade contempla apenas o sexo pênis e vagina. A prática do sexo anal ainda provoca curiosidade, mas se tem muita dificuldade de falar sobre o assunto”, diz a sexóloga Margarida Nascimento.

sexy-3

Além dos tabus que rodeiam o assunto, ainda há aquela timidez para abordar temas mais “picantes” e, assim, sanar as dúvidas que mais nos intrigam.

Por conta disso, o Aratu Online decidiu quebrar esse tabu e conversou com a sexóloga Margarida Nascimento para esclarecer MITOS e VERDADES sobre o assunto.

Acompanhe!

É possível chegar ao orgasmo no sexo anal?

VERDADE! O orgasmo vai de pessoas pra pessoas. Se você sente, ótimo. Se não sente, não tem problema. Émuito comum não sentir também, porque vai muito da maneira que é feito. O ânus possui muitas terminações nervosas e o ponto G pode, sim, sofrer uma estimulação, mesmo que seja indireta.

O sexo anal só pode ser feito com camisinha?

VERDADE! Em hipótese nenhuma faça sem a camisinha. O ânus foi criado para excretar as fezes. Então, é bem comum ter vermes e bactérias. Caso o homem faça sexo sem camisinha, o canal peniano tem conexão direta com as fezes e com a corrente sanguínea, o que pode resultar em problemas posteriores com a saúde. Sem falar que a camisinha previne HIV, sífilis, gonorreia e doenças sexualmente transmissíveis.

Fazer sexo anal e depois penetrar na vagina com a mesma camisinha não pode.

VERDADE! As bactérias que habitam no ânus podem causa doenças na mulher. Ao terminar, o sexo anal é só trocar o preservativo e começar o “segundo round” e ser feliz.

O ânus pode alargar caso o sexo anal seja feito com frequência?

MITO! O ânus é um músculo, nomeado de esfíncter anal. Então, ele tem a capacidade de dilatar e contrair, ou seja, não causa alteração do tamanho do ânus. Ele se dilata para receber o pênis e logo depois ele fecha e volta o tamanho normal.

O sexo anal não é prejudicial?

VERDADE! Basta ser feito com cuidado e carinho. Estudos comprovam que não há consequências negativas. Basta usar preservativo e muito lubrificante já que ele não possui lubrificação. Nada de usar xilocaína e saliva. A xilocaína vai anestesiar o local e não vai sentir nada. E a saliva seca muito rápido podendo assim provocar sangramento.

Tem como engravidar?

MITO! A mulher não tem com engravidar com essa prática. Apesar da proximidade do ânus com a vagina, a região não possue nenhuma ligação com o útero, o que torna impossível a fecundação.

8. Existe uma posição para não doer?

MITO! Pode sim doer na primeira penetração. Os músculos vão se contrair e  a região não tem a mesma elasticidade da vagina. Por isso é necessário está bem relaxada. O uso de lubrificante, relaxar o corpo, ter sintonia entre o casal são boas dicas.

Existe contra indicação?

VERDADE! Pessoas que possuem hemorroidas devem evitar a prática, pois pode ocorrer o sangramento do local. E sendo assim piorar o estágio da hemorroida. É melhor prevenir que remediar.

O sexo anal pode causar doenças?

VERDADE! Se feito sem a devida prevenção o risco de transmissão de HIV é grande. Além dele, outras doenças podem ser transmitidas como papolomavírus humano, gonorreia, herpes, hepatites A, B e C. O reto é uma área mais infectada do corpo, então todos devem saber que é a prática mais arriscada em matéria de transmissão de vírus.

Assista o vídeo!