FEIRA DE SANTANA: Comerciante que matou filhos carbonizados vai responder por quíntuplo homicídio

Da redação
Atualizado em 06/01/2017 às 20:28
Foto: Divulgação | Polícia Civil

O comerciante Gilson de Jesus Moura, de 49 anos, vai responder por cinco homicídios qualificados, duas tentativas de homicídios e um crime de aborto. Ele foi preso na madrugada desta sexta-feira (6/1), no município de Feira de Santana, a 109 quilômetros de Salvador.

Segundo informações da Polícia Civil, o assassino foi capturado por uma guarnição da Polícia Militar, no Largo do Marajó, em Feira, quando se preparava para fugir. O veículo utilizado por Gilson na fuga, depois de provocar o incêndio, foi localizado primeiro, no bairro Santo Antônio dos Prazeres. A investigação conduzida pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH) de Feira apurou que ele já havia vendido o carro para financiar a fuga e retornou à cidade para receber o pagamento.

LEIA MAIS: PREMEDITADO: Homem que assassinou enteada e filhos disse antes que mataria todos carbonizados

LEIA MAIS: INCESTO: Suspeito de atear fogo na família em Feira de Santana era companheiro da própria irmã

Gilson confessou para a polícia que ateou fogo na casa onde morava com a família, provocando a morte de três de seus filhos, de 13, 9 e 8 anos, de uma enteada de 16, que estava grávida, e do filho dela de 1 ano.

A irmã e esposa dele, Ana Cristina de Jesus, 37 anos, a mãe das crianças, e outra filha de quatro anos conseguiram sair do imóvel, no bairro Mangabeira, em Feira de Santana, e estão internadas com queimaduras graves.

CRIME PREMEDITADO

O delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira), informou que Gilson premeditou o crime depois de uma discussão com a mulher, Ana Cristina, durante uma festa no fim do ano.

Depois da briga do Réveillon, o comerciante comprou cinco litros de gasolina e escondeu no imóvel. Na madrugada de quarta-feira (4/1), jogou gasolina nos filhos e na mulher e trancou a casa, fugindo para a cidade de Capim Grosso. Em seguida, ele disse ter ido para Jacobina e Irecê e retornado a Feira, na madrugada de desta sexta-feira (6/1).

INVESTIGAÇÕES

Dezenas de familiares e vizinhos do conjunto habitacional, onde o casal morava e mantinha um bar, foram ouvidos ao longo da investigação e informaram que a relação dos dois era marcada por brigas violentas.

Há dez anos, Gilson e Cristina chegaram a se separar depois que ele a esfaqueou nas costas, em uma outra discussão também por ciúmes.

A polícia investiga ainda se Gilson mantinha relações com a enteada, Emile de Jesus Moura, 16 anos. Ela estava grávida e existe a suspeita de que o filho poderia ser dele. O caso só será confirmado após a conclusão das investigações.

LEIA MAIS: NA CELA: Preso homem que trancou e incendiou família dentro casa em Feira de Santana

LEIA MAIS: NA TELA: Divulgada foto do suspeito que ateou fogo na família em Feira de Santana

A delegada Larissa Lage, da DH/Feira, informou que a polícia solicitou o mandado de prisão de Gilson à Justiça, o qual foi prontamente expedido, assim como o acompanhamento da conta bancária e das ligações telefônicas do acusado, para auxiliar na sua localização. O comerciante deverá ser recambiado para sistema prisional ainda nesta sexta-feira.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.

 

Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA
X

FEIRA DE SANTANA: Comerciante que matou filhos carbonizados vai responder por quíntuplo homicídio

Fonte: Da redação
Atualizado em 06/01/2017 às 20:28

O comerciante Gilson de Jesus Moura, de 49 anos, vai responder por cinco homicídios qualificados, duas tentativas de homicídios e um crime de aborto. Ele foi preso na madrugada desta sexta-feira (6/1), no município de Feira de Santana, a 109 quilômetros de Salvador.

Segundo informações da Polícia Civil, o assassino foi capturado por uma guarnição da Polícia Militar, no Largo do Marajó, em Feira, quando se preparava para fugir. O veículo utilizado por Gilson na fuga, depois de provocar o incêndio, foi localizado primeiro, no bairro Santo Antônio dos Prazeres. A investigação conduzida pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH) de Feira apurou que ele já havia vendido o carro para financiar a fuga e retornou à cidade para receber o pagamento.

LEIA MAIS: PREMEDITADO: Homem que assassinou enteada e filhos disse antes que mataria todos carbonizados

LEIA MAIS: INCESTO: Suspeito de atear fogo na família em Feira de Santana era companheiro da própria irmã

Gilson confessou para a polícia que ateou fogo na casa onde morava com a família, provocando a morte de três de seus filhos, de 13, 9 e 8 anos, de uma enteada de 16, que estava grávida, e do filho dela de 1 ano.

A irmã e esposa dele, Ana Cristina de Jesus, 37 anos, a mãe das crianças, e outra filha de quatro anos conseguiram sair do imóvel, no bairro Mangabeira, em Feira de Santana, e estão internadas com queimaduras graves.

CRIME PREMEDITADO

O delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira), informou que Gilson premeditou o crime depois de uma discussão com a mulher, Ana Cristina, durante uma festa no fim do ano.

Depois da briga do Réveillon, o comerciante comprou cinco litros de gasolina e escondeu no imóvel. Na madrugada de quarta-feira (4/1), jogou gasolina nos filhos e na mulher e trancou a casa, fugindo para a cidade de Capim Grosso. Em seguida, ele disse ter ido para Jacobina e Irecê e retornado a Feira, na madrugada de desta sexta-feira (6/1).

INVESTIGAÇÕES

Dezenas de familiares e vizinhos do conjunto habitacional, onde o casal morava e mantinha um bar, foram ouvidos ao longo da investigação e informaram que a relação dos dois era marcada por brigas violentas.

Há dez anos, Gilson e Cristina chegaram a se separar depois que ele a esfaqueou nas costas, em uma outra discussão também por ciúmes.

A polícia investiga ainda se Gilson mantinha relações com a enteada, Emile de Jesus Moura, 16 anos. Ela estava grávida e existe a suspeita de que o filho poderia ser dele. O caso só será confirmado após a conclusão das investigações.

LEIA MAIS: NA CELA: Preso homem que trancou e incendiou família dentro casa em Feira de Santana

LEIA MAIS: NA TELA: Divulgada foto do suspeito que ateou fogo na família em Feira de Santana

A delegada Larissa Lage, da DH/Feira, informou que a polícia solicitou o mandado de prisão de Gilson à Justiça, o qual foi prontamente expedido, assim como o acompanhamento da conta bancária e das ligações telefônicas do acusado, para auxiliar na sua localização. O comerciante deverá ser recambiado para sistema prisional ainda nesta sexta-feira.

Acompanhe nossas transmissões ao vivo e conteúdos exclusivos na página facebook.com/aratuonline e também pelo youtube.com/televisaoaratu.