Doze morrem em ação da PM no Cabula e Rui Costa faz comparação: “artilheiro em frente ao gol”

Da redação
Atualizado em 06/02/2015 às 19:28
Foto: reprodução/You Tube

O governador da Bahia, Rui Costa, se pronunciou na tarde desta sexta-feira (06) sobre a operação da Rondesp que deixou onze pessoas mortas na manhã de hoje na Vila Moisés, na Estrada das Barreiras, em Salvador. O discurso do governador foi, em boa parte, comparando a ação da Polícia com um jogo de futebol. Ele comentou a ação durante a coletiva de apresentação da Operação da polícia Paz e Folia, para o carnaval.

Rui Costa comparou a ação da polícia dizendo “é como um artilheiro em frente ao gol, tem que decidir em alguns segundos como é que ele tenta botar a bola para dentro do gol”, e continuou “depois que a jogada termina, se foi um golaço, todos os torcedores da arquibancada irão bater palmas e a cena vai ser repetida várias vezes na televisão. Se o gol for perdido, o artilheiro vai ser condenado, porque se tivesse chutado daquele jeito ou jogado daquele outro, a bola teria entrado”, comentou o Costa.

Veja o vídeo da declaração:

Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA

Doze morrem em ação da PM no Cabula e Rui Costa faz comparação: “artilheiro em frente ao gol”

Fonte: Da redação
Atualizado em 06/02/2015 às 19:28

O governador da Bahia, Rui Costa, se pronunciou na tarde desta sexta-feira (06) sobre a operação da Rondesp que deixou onze pessoas mortas na manhã de hoje na Vila Moisés, na Estrada das Barreiras, em Salvador. O discurso do governador foi, em boa parte, comparando a ação da Polícia com um jogo de futebol. Ele comentou a ação durante a coletiva de apresentação da Operação da polícia Paz e Folia, para o carnaval.

Rui Costa comparou a ação da polícia dizendo “é como um artilheiro em frente ao gol, tem que decidir em alguns segundos como é que ele tenta botar a bola para dentro do gol”, e continuou “depois que a jogada termina, se foi um golaço, todos os torcedores da arquibancada irão bater palmas e a cena vai ser repetida várias vezes na televisão. Se o gol for perdido, o artilheiro vai ser condenado, porque se tivesse chutado daquele jeito ou jogado daquele outro, a bola teria entrado”, comentou o Costa.

Veja o vídeo da declaração: