Categoria: Sem categoria

Exercícios no Inverno

As principais características da estação do inverno é a baixa incidência dos raios solares, consequentemente da luminosidade, noites longas e muita ventania, desencadeando nas pessoas uma introspecção.

Existe estudos que comprovam que em países com menor incidência dos raios solares, com invernos longos a população tem maior predisposição a depressão, ou seja, a um humor negativo.

 

Sei que muitos de vocês que nos acompanham não deve estar entendendo nada! Se questionando como pode um blog de corrida, que procura trazer informações à respeito do mundo do exercício, das tendências, está falando de humor, influência da estação do ano, em especial do inverno….

 

Vamos lá, quem nunca ouviu alguém falar desta forma, após o termino de uma sessão de treino, em especial de corrida, “HUMMMM ACABEI DE TOMAR MEU ANTRIDEPRESSIVO, ESSE SIM É UM EXCELENTE REMEDIO”? Lógico que não estamos aqui negando a importância da parte farmacológica no tratamento para estas desordens mentais e que pode acometer as pessoas. Mas temos que entender que o exercício caminha lado à lado com a parte farmacológica ajudando e muito no tratamento. Existem casos, é lógico, que sem o medicamento o tratamento será impossível. Mas vamos lá isso é assunto para tratar em uma outra oportunidade.

No trecho acima, falo de como o exercício é importante e relevante em conjunto com a parte farmacológica no tratamento das alterações do humor negativo. Recentemente, um relatório publicado no JOURNAL and EMOTION, a prática exercícios aeróbios, como a corrida, é uma forma também eficaz e cientifica de controlar seu humor e atenuar as chances de um humor negativo.

O estudo foi composto por 80 pessoas, 50% mulheres, todos foram induzidos a sentir tristeza, através de cenas perturbadoras de um filme THE CAMP e em seguida realizariam 30’ de exercícios, sendo uma parte era a corrida e outra alongamentos.

RESULTADOS:

Depois de observar algumas sessões e a mudança emocional dos participantes no antes e depois das atividades, os pesquisadores concluíram que aqueles que correram relataram sentir menos tristeza ao final do estudo, em comparação àqueles que não se exercitaram.

Enquanto isso, aqueles que apresentaram dificuldade de controlar a emoção também se sentiram menos tristes após uma corrida de 30 minutos, em comparação aos que se limitaram apenas ao alongamento. ( retirado do site Vogue.globo.com)

 

Só temos algo para concluir, você que ainda não iniciou uma rotina de exercício está esperando o que? Em especial no inverno, pois citamos no início que nesta estação temos a chance de alterações de humor e este estudo comprovou como o exercício pode ajudar  a atenuar estas alterações!

Bike Fit

O Bike Fit é fundamental para todas as pessoas que pedalam*. Seja em competições ou em pedais de passeio, cicloturismo, atividade física do final de semana ou meio de transporte.

*A função do Bike Fit é ajustar as medidas da bicicleta às medidas do ciclista, evitando com isso o surgimento de dores e lesões nos joelhos, ombros, pescoço, braços, tornozelos e coluna.*

Para os atletas, além do Bike Fit auxiliar na prevenção dessas lesões, proporcionará ao mesmo uma postura mais competitiva em cima da bike resultando num melhor desempenho durante as provas.

Com certeza existe uma relação entre *Bike Fit e o desempenho do ciclista*. Você já tentou pedalar sentindo *dores ou desconforto*? Consequentemente você não conseguiu imprimir seu melhor desempenho seja numa competição ou num cicloturismo ou pedal de final de semana. Sem falar que pedalar com *desconforto e dor pode gerar graves lesões*.

Muitos ciclistas reclamam de dores nos braços e ombros enquanto pedalam. O que muitos não sabem é que essas dores podem ser causadas pela má postura enquanto pedala devido as medidas da bicicleta não estarem de acordo com as medidas do tamanho do ciclista.

Por isso é muito importante realizar o Bike Fit para usufruir o máximo de desempenho possível na bike e pedalar com saúde e conforto.

Para os ciclistas em geral, o Bike Fit proporcionará um pedal mais confortável e cheio de saúde, protegendo o mesmo de lesões futuras.

Mestre em Educação Física e especialista em Bike Fit, *Alberto Carmo*, une a experiência como ciclista e ex-atleta de triathlon com o conhecimento teórico para oferecer o que há de mais atual em Bike Fit.

Corredor Sangue Bom

A Triação em parceria com a Lupa Promoções lança o projeto Corredor Sangue Bom.

 

A Assessoria Esportiva Triação em parceria com a Lupa Promoções e com o patrocínio da água de coco Obrigado! desenvolveu o projeto Corredor Sangue Bom com o objetivo de estimular os corredores a doarem sangue e, com isso, abastecer o estoque da Hemoba. Desde o  14 de junho, Dia Mundial da Doação de Sangue, iniciamos o Mês Corredor Sangue Bom que acontecerá até o dia 15 de julho.

 

Para participar, os atletas precisam comparecer em uma das unidades de coleta da Hemoba (Hemocentro Coordenador, em Brotas, UC Hemoba – Hospital do Subúrbio, em Periperi, UC Hemoba – SAC Cajazeiras, em Cajazeiras e Unidade Móvel – Hemóveis) e, durante o cadastro para a doação de sangue, informar o código “Corredor Sangue Bom”.

 

Para finalizar e comemorar o Mês do Corredor Sangue Bom, no dia 15 de julho, faremos um treinão no Clube Espanhol em Ondina, orientado pela Assessoria Esportiva Triação, com um café da manhã super saudável e muita água de coco Obrigado!

 

APOIE ESSE PROJETO E AJUDE O SANGUE A CORRER NA VEIA

DE QUEM PRECISA.

 

3 atitudes que devem ser evitadas nas redes sociais

Cada dia mais usamos as redes sociais como um instrumento de interação pessoal e profissional. Acabamos por compartilhar nossos momentos de diversão, de conquistas, de perdas e até nossas preferências de consumo e formas de pensar.
O que não podemos perder de vista é que as redes sociais representam uma continuação da nossa imagem pessoal. Quando somos lembrados não existe uma dissociação da vida que levamos com aquela que projetamos virtualmente. Os fatos se misturam. Isso chama a atenção para a importância de usarmos as redes sociais de forma assertiva, pois, sem dúvida alguma, são eficientes meios de comunicação.
Tudo o que é postado pode se perpetuar, pois em poucos segundos pode ser disseminado sem ter como ser desfeito. Hoje, as redes sociais não servem apenas para compartilhar momentos e pensamentos, mas representam significativos canais de consultas, de ajuda, de negócios e de formação de percepções.
Usamos as redes sociais com os mais diversos objetivos: pessoais, profissionais, comerciais, acadêmicos. Não são apenas os amigos que gostam de participar dos nossos momentos e ideias. O mercado, de uma forma geral, se interessa em saber quem somos. Mesmo nas redes fechadas sempre existem possibilidades de propagação de fatos e fotos.
Vejam três atitudes que devem ser evitadas nas redes sociais:
1. A exposição exagerada da sua vida pessoal por meio de fotos em situações íntimas que podem causar futuro desconforto ou que façam alusão a excessos e infrações.
2. Fazer comentários ríspidos, preconceituosos ou radicais, estimulando divergências e polarização.
3. Compartilhar notícias falsas, as famosas fake news, que acabam por prejudicar pessoas ou empresas, além de estimular a desinformação.
Transmitir uma imagem positiva nas redes sociais é tão importante quanto na vida real. É o equilíbrio entre conhecimentos, atitudes e aparências que torna uma pessoa relevante e admirada na sociedade atual.

Por Lica Argolo.

 

www.licaargolo.com

Aquecimento Dinâmico:

 

Que o aquecimento é uma ferramenta indispensável e importante para todos os praticantes de exercícios, antes iniciar sua sessão, ninguém tem dúvidas.

São diversos benefícios que contempla da ordem física a ordem mental. Os efeitos abrangem a melhoria da circulação do oxigênio, aumento dos impulsos nervosos, melhora do desenvolvimento da força, potência, dando a total ativação a musculatura a ser trabalhada.

As rotinas de aquecimento devem ser o máximo compatíveis com as necessidades, objetivos e habilidades de cada esporte! ENFIM, TRABALHAR SEMPRE COM A ESPECIFICIDADE!

Por isso temos que ter, bem claro, que os procedimentos de aquecimento podem de fato aprimorar o desempenho atlético e atenuar os riscos de lesões, onde o aquecimento e o alongamento são atividades diferentes. Ter em mente essa distinção é muito importante pois, vocês praticantes, devem à cada dia perceber como o início das suas sessões de treinamento mudaram.

Cientistas, professores, treinadores vem propondo, e que no meu entender é mais vantajoso, excluir o alongamento estático, que se enquadra no aquecimento tradicional e adotar rotinas de aquecimentos que sejam compostas de atividades dinâmicas e até com movimentos da própria modalidade esportiva como o novo modelo para o aquecimento, que se caracteriza como “AQUECIMENTO DINAMICO ou PREPARAÇÃO DO MOVIMENTO.

Neste formato, conseguimos permitir ao nosso organismo mudanças nas demandas fisiológicas, ou seja, que a transição do repouso para o esforço seja o mais eficiente possível. Sempre deve ser composto de movimentos de baixa, moderada ou até alta intensidade, tendo uma progressão dos mais leves para os mais intensos. Porém, ficar bem atentos a grandeza desta carga, pois se não for bem dimensionada seu corpo terá grandes chances de ficar fadigado para o evento principal.

 

Os estudiosos, acreditam que um bom aquecimento dinâmico vai ativar seu sistema neuromuscular, preparando o praticante a demanda que ele irá enfrentar. Assim a ideia é:

• Aquecer;
• Ativar;
• Motivar

A motivação é um ponto bem diferenciado desta proposta, pois chama atenção de preparar psicologicamente os praticantes.  Não tenha dúvidas que é muito mais fácil motivar adotando o formato do dinâmico do que ficar mandando correr em volta da quadra ou do campo.

Não temos dúvidas que mais pesquisas neste campo precisam e, com certeza, estão sendo desenvolvidas para otimizar ainda mais as respostas deste modelo de aquecimento. Mas, os dados, hoje, apresentados não deixam a desejar e comprovar que as atividades dinâmicas influenciam favoravelmente no desempenho atlético. 

Maratona de Boston um sonho de muito maratonistas.

Criada em 1897 e, até hoje, acontece todos os anos sempre no mês de Abril. Na terceira segunda-feira de todo o mês de abril, no Dia do Patriota, feriado nacional dos Estados Unidos, sendo considerada a mais antiga do mundo.

Quando citamos que ela é um grande  sonho da maioria dos corredores, muitos podem se perguntar: sonho? Como assim?

Vamos lá, Boston tem uma pequena diferença das tradicionais provas, pois para poder participar, na inscrição, a organização solicita ao corredor que ele  tenha participado de uma determinada maratona e que tenha realizada em um determinado tempo. O famoso ponto de corte e,  no caso de Boston, eles determinam a duração de uma prova de maratona relacionado a faixa etária e com isso não precisa somente sorte de fazer a inscrição. Ela é um fenômeno, pois mesmo com este critério participativo são aproximadamente 30 mil corredores.

E quem não tiver índice, como participar? O interessado pode tentar via caridade, angariando fundos para uma instituição ou através de agências de viagens, porém confesso que a graça de Boston, de fato, está em entrar através do índice.

O percurso não é simples e devido a isto não é uma prova para recordes pessoais.  Funcionando assim: você faz o tempo da sua vida para ter a chance de correr em Boston, mas lá dificilmente você vai chegar perto deste tempo. (veja o mapa acima)

Incrível como a cidade respira esporte na semana que antecede o evento. São pessoas transitando pela as ruas com seus kits nas mãos e é de se assustar positivamente, é claro, com o tamanho da Feira.

 

Neste ano, ela terá um significado bem diferente e relevante. A organização criou um lema “ Boston Forte”, que é uma tradução do “ Boston Strong” e  essa será a forma de homenagear as vitimas do atentado de 2013.

 

Crioterapia

Crioterapia:

 

Muito utilizado no meio esportivo e nas clínicas de reabilitação, a Crioterapia, é uma técnica que, dentre algumas, como os banhos de imersão em àgua fria ou gelo, são utilizados para tratar lesão traumática aguda e potencializar a recuperação pós exercício ou competição.

 

Apesar de ser muito utilizada com este fim, estudos mostram desfechos que acabam deixando algumas controvérsias. Boa parte das pesquisas sobre a terapêutica concentra-se no seu efeito analgésico (redução do quadro de dor) sobre a musculatura de forma localizada, porém alguns trabalhos mostram que apesar desta redução do quadro de dor, o praticante pode apresentar uma redução a curto prazo do desempenho atlético, fruto da redução de geração de força.

 

Alguns trabalhos acreditam que a técnica pode promover o relaxamento e não a recuperação. Apesar da redução dos níveis da Creatina Quinase ( CK) outros pesquisadores apresentam a possibilidade que o uso crônico possa reduzir adaptações ao treinamento aeróbio.

 

Já tem trabalhos que comprovam que a crioterapia é uma ótima ferramenta no tratamento da lesão aguda, na DMIT (Dormuscular de Início Tardio) e até danos patológicos, quando comparado com nenhum tratamento ou hidromassagem.

 

Técnicas de Crioterapia:

 

  • Imersão em agua fria;
  • Massagem com Gelo;
  • Bolsas Frias ou saco de gelo.

 

Quanto as técnicas é importante que fiquem atentos que algumas delas apresentam contraindicações como:

 

Hipersensibilidade ao frio, no caso da imersão. Para quem é diabético ficar atento as massagens com gelo dentre outras.

O que precisamos ter bastante cuidado e atenção a aplicação desta técnica, que é bem efetiva, porém precisa se ter critérios, indicações corretas para de fato surtir efeitos.

Procure sempre profissionais capacitados para que possa te orientar quanto as condutas a serem adotadas quando se trata de corpo.

 

Bons treinos!

 

Triatlhon uma modalidade encantadora!

Modalidade esportiva completa e desafiadora que consegue aliar três esportes ao mesmo tempo, como a corrida, ciclismo e a natação. O Triatlhon, surge em San Diego por volta de 1974, sendo uma das modalidades esportivas que mais cresce no mundo. Em nosso país, é muito desafiadora e, devido ao seu  formato, acaba exigindo muito do praticante.

Preparamos 4 dicas básicas para você que já pratica ou você que vem pensando em iniciar nesta belíssima modalidade:

 

1 – Procure iniciar com Distancias Curtas:

Como tudo nas nossas rotinas esportivas, procure evoluir de forma gradual e progressiva. Não seja o apressadinho, inicie com provas que apresentem distâncias menores, vá se familiarizando, deixando seu organismo absorver a dinâmica da modalidade e procure progredir conforme as referências abaixo:

  • Sprint Triatlhon: 750 de Natação, 20 km de Bicicleta e 5 km de Corrida.
  • Olímpico ou Standard: 1500 de Natação, 40 km de Bicicleta e 10 km de Corrida;
  • Iroman: 3800 de Natação, 180 km de Ciclismo e 42 km de Corrida;

 

2 –  Mantenha as rotinas corretas:

É importante e indispensável que você como praticante, procure se comportar de fato como um atleta, mesmo sendo um recreacional. Manter rotinas saudáveis com alimentação adequada, rotinas de sono e um requisito importantíssimo é o de respeitar seu planejamento de treino. Como é uma modalidade que envolve e demanda muito tempo do praticante, tentar organizar com as suas rotinas de vida diária o local para nadar, o horário do ciclismo com o da corrida facilita e muito a sua permanência no esporte.

 

 

3 – Treinos Complementares:

Já não é nenhuma novidade o quanto se torna imprescindível, para que se tenha de fato uma vida útil em qualquer que seja o esporte, associar ao especifico da modalidade o treino de força, flexibilidade e mobilidade articular. Desta forma, a Ciência do Esporte, nos ajuda a comprovar que podemos melhorar nosso rendimento e atenuar desordens músculos esqueléticas que possam aparecer.

 

4 –  Realizar Treinos Específicos:

Como toda e qualquer modalidade esportiva, a realização de treinos específicos se torna imprescindível. Então, você somente incluir nas suas  rotinas  semanais as modalidades esportivas (corrida, natação e ciclismo) que compõem o Triatlhon e não tentar fazer, no momento da sua preparação, uma ligação entre elas, confesso que, seu rendimento no dia prova pode vim a ser prejudicado. Por isso, amigos e amigas que vão iniciar  ou já praticam, os treinos de Transição   (ciclismo + corrida) , (ciclismo + natação) é de grande valia para seu corpo.

 

Bons Treinos!

 

 

ANTINFLAMATORIOS E ATIVIDADE FÍSICA – O QUE SABER

A atividade física contínua e regular ,amadora ou profissional gera ,por diversos fatores , microlesões teciduais, que por sua vez causam dor- a DMT ( dor muscular tardia) , esta dor, faz parte do dia a dia do atleta amador e profissional , porém essa convivência  também promove uma busca, por conta própria,  de um lenitivo, sendo, na maioria das vezes, escolhido o anti-inflamatório . Essa pratica se dá pela facilidade de aquisição de forma indiscriminada e sem indicação formal, levando muitas vezes à situações desastrosas…
Existe alguns estudos que comprovam que os atletas usam de 2 a 4 vezes mais antiinflamatórios  que a população geral.
Vamos então entender o que acontece
Os mais usados são os chamados AINE ( anti-inflamatórios não esteroidal – NÃO corticoides ) .
O AINE é uma medicação usada para evitar ou controlar os sinais e sintomas da inflamação e possui 3 principais efeitos: -anti-inflamatório propriamente dito , – analgésico e – antitérmico
Ele age inibindo enzimas mediadoras do processo inflamatório nos tecidos e tem diferentes formas de ação , uns mais seletivos do que outros .
Podem ser eficazes no controle da dor, porem ao inibir o processo inflamatório, inibe também a maneira fisiológica do corpo se livrar das células afetadas pelo estresse físico ,  atrasando a recuperação tecidual , gerando um efeito inverso do que se deseja, ou um efeito pior, que é agravar a lesão pela sobrecarga em cima de uma musculatura em recuperação, porém ,por estar sem dor , sem se preocupar em protegê-la .
É comprovado também que o seu uso contínuo gera diminuição no processo de hipertrofia muscular pela inibição da prostaglandina( uma das ações dos AINE),que além de ser o sinal de alerta do corpo qdo há lesão, também estimula a síntese proteica.
Foi mostrado em alguns estudos que o uso de AINE antes de uma maratona, não diminuiu a incidência de inflamação muscular, e que os corredores que usaram analgésicos durante a corrida tiveram chances 4 X maior de ter cólicas  e mostrou também a elevação dos níveis pressóricos .

Além das lesões teciduais , o uso indiscriminado e por longo tempo de AINE, pode gerar efeitos colaterais indesejáveis e até desastrosos , como problemas gastrointestinais que variam de gastrite a perfuração intestinal, passando por úlceras ..( AINE diminuem a proteção natural)
Podem ocorrer mais comumente lesões na pele , alterações renais ( podem piorar com o esgotamento físico e a desidratação) e elevação dos riscos cardiovasculares ( alguns tipos de AINE , foram retirados do mercado, por ter esse risco elevado em índices não aceitáveis )
Portanto , dores musculoesqueléticas pós treinos ou competições são microlesões nos tecidos conjuntivos que envolvem a musculatura , sendo a dor , parte do processo de reparação e proteção de novas lesões , o que não quer dizer que não se deve usar AINE nunca, não é isso , mas a sua indicação deve ser feita por profissional capacitado e de preferência por curto período de tempo .
O que podemos fazer para prevenir e ou melhorar a DMT  ( dor muscular tardia) sem agredir mais ainda o nosso corpo é: – aquecer antes e alongar após a atividade física , – dar um repouso merecido com um treino regenerativo , provavelmente prescrito pelo seu treinador( um bom treinador sabe que o descanso é tão importante quanto um treino !!! ) , – ajudar nutricionalmente com dietas ricas em vitaminas A, C, e E , minerais e aminoácidos / proteínas , pois ajudam na recuperação muscular e diminuem os efeitos de estresse no organismo , por combater a produção de radicais livres , – além das opções naturais de banhos de sais , massagens ( controversa- porém uma relaxante bem feita , tem seu lugar ) e o velho e bom gelo , nosso anti-inflamatório sem contraindicações!!!!!!!!!
Dra Tereza Cristina d EL Rei Fraga
Angiologista/Cirugiã Vascular e Atleta Amadora

Treino de Base

No século XX e inicio do século XXI,de forma mais precisa nos últimos 60 anos, a periodização do treinamento desportivo passou por conceitos que se modificam de forma frequente à cada dia. A estruturação do treinamento do atleta de alto rendimento assim como do atleta recreacional é um assunto muito atual e boa parte disso se deve ao crescimento e comercialização do desporto, em especial das provas de corrida, ciclismo, natação e triatlhon. Pessoal, na verdade isso foi uma breve introdução do que de fato venho falar que será à respeito de uma palavra que se fala se tanto, em especial nas últimas semanas do ano e nas semanas iniciais do ano” BASE”, daí vamos falar um pouco   deste período de BASE, ou fase de preparação física geral.

Nesta fase o que se preconiza é o trabalho que visa desenvolver a força, a resistência aeróbia, velocidade, agilidade, flexibilidade, mobilidade, estas citações são de grandes referencias no mundo do treinamento desportivo como MATVEIEIV, BOMPA, BADILLO dentre outros.

Partindo destes princípios, observamos que muitos treinadores, assessorias esportivas passaram a adotar no início do ano ou até mesmo no final do ano vigente, treinamentos visando a melhoria destas valências físicas, portanto o que venho aqui questionar, é se de fato os métodos que estão sendo aplicados são os melhores para o desenvolvimento ou restabelecimento destas capacidades¿

Vocês praticantes, em especial da corrida de rua, de fato conseguem entender o que fazem com vocês¿ Procuram te explicar¿ O porque de treino na areia¿ o porque de sprints em aclives, declives¿ Sim , nós vamos melhorar seu Desempenho físico –esportivo através destas rotinas que é o treinamento físico esportivo.

As rotinas de treinamento, portanto se não forem baseadas em princípios científicos do treinamento como adaptação, sobrecarga progressiva e outros para justificar estas recomendações, com certeza a elevação do desempenho serão nulas ou bem discretas.

Amigos corredores e corredoras, sabemos quanto vocês desejam essa melhoria no desempenho durante seus treinos e competições, porém precisamos ter claro que diversos fatores implicam nisto, como já citado o treinamento físico esportivo baseado, em especial nos princípios científicos do treinamento, a eficiência bioenergética e um aspecto bem relevante que é a “economia de corrida ou economia de movimento. E é isso corredores e corredoras que fazem vocês correrem com eficiência, poupando energia e desta forma ser o mais expressivo componente para melhorar seu desempenho em todo o contexto do organismo. Isso ocorre, pois praticantes econômicos possuem energia armazenada nas suas estruturas contrateis do seu músculo esquelético e tem também uma excelente posição (postura) durante a prática.

Ai eu pergunto a vocês, isso se dá porque¿ Simples, rotinas certas, relevantes de treinamento. Sabe qual a melhor estratégia para causar esta adaptação¿ Treinamentos com saltos, a Pliometria, conhecido também como CAE (Ciclo Alongamento Encurtamento), porém não é somente saltar, precisamos desenvolver a base de todo movimento que é a FORÇA também. Precisamos ficarmos atentos, à metodologia a ser aplicada desta rotina de treinamento, pois ela pode ser perigosa e lesionar.

 

É muito importante deixar claro, que aquelas rotinas que citei à pouco como treino em areia, em aclives, declives dentre outros, eles não tenham sua importância , que vai de respostas orgânicas a fatores psicológicos motivacionais e com isso  deixar de aplicar, inclusive eu na minha assessoria aplico, porém precisamos ter claro que não serão estas rotinas que farão nossos praticantes mais eficientes  e que capacidades como força e potência , em especial para corredores de fundo podem, precisam ser trabalhadas em boa parte da sua temporada e não ficarmos apostando nestas outras rotinas esperando de fato o retorno mais eficiente possível.

Finalizando, precisamos de fato entender, através do novo cenário, dos novos trabalhos, fruto desta produção grandiosa da Ciência do Esporte que precisamos ajustar este período, esta fase e de fato através das novas correntes desenvolver o preconizado para a tão famosa BASE!

 

 

1 2 5
© 2018 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA