Categoria: Corrida

Confira o calendário das próximas provas de rua em Salvador

Foi dada a largada para as provas de corrida do segundo semestre de 2018 em nosso estado e fora. E você já programou as suas? Vai tentar as curtas ou as longas distância? Opções não faltam porém, literalmente, corre lá, se organize e realize suas inscrições, pois muitas se esgotam rapidamente. Pensando nisso, o Mundo da Corrida trouxe algumas provas:

  • Corrida do Fogo (01 de Julho – largada e Chegada no Parque dos Ventos)
  • Desafio Serra de Itabaiana (08 de Julho – Itabaiana – Sergipe, prova de Trail)
  • Circuito das Estações – Etapa Inverno (08 de Julho – Largada e Chegada –Praça de Piatã)
  • Running D Aventura  (14 de Julho Esta edição vão marcar os 10 anos deste belíssimo evento)
  • Corrida em Trilha de Morro do Chapéu ( 29 de Julho, prova de Trail)
  • Track&Field Shopping Barra (12 de Agosto – largada e chegada no Shopping Barra)
  • Corrida de Jacobina (26 de Agosto, há tradicional prova, acontece na cidade Jacobina, prova que tem corredores do Brasil inteiro)
  • Corrida dos Bancários (26 de Agosto, uma prova muito tradicional da nossa cidade, um dos grandes atrativos são os valores das inscrições)
  • Meia Maratona Farol à Farol (02 de Setembro, a mais tradicional prova de Corrida de Rua da cidade, explora nossa belíssima orla e ainda tem provas com distancias menores como 5k ,10k e 15k).
  • Corrida da Águia (16 de Setembro, o grande atrativo desta prova é a sua chegada no Pico das Águias, o quartel deles no Alto de Ondina)
  • Circuito das Estações – Primavera ( 30 de setembro Largada e Chegada – Jardim dos Namorados)

Sabemos o quanto é importante para o sucesso e motivação dos praticantes deste universo que é a Corrida de Rua os eventos esportivos seja ele, de qualquer natureza (5k,10k, Meia Maratona, Maratona)! Então, é importante termos a consciência e se escrever na prova (e não participar sem se escrever).

Boas provas!

Marcas curiosas da São Silvestre

Amigos corredores e corredoras, dando continuidade a nossa seqüência de matérias à respeito da Corrida de São Silvestre hoje taremos algumas curiosidades deste belíssimo evento.

Todos nós sabemos, ou muito de nós que o idealizador aqui no Brasil foi o jornalista Cásper Libero e a sua idéia acontece após ele acompanhar no ano de 1924 uma corrida na frança, noturna, onde os competidores tochas de fogo, que doido e ao mesmo tempo emocionante deve ter sido!

Olha que incrível, mais uma marca engraçada, hoje a São Silvestre tem por volta de 25,000,00 e na sua primeira edição foram 60 inscritos , 48 apareceram e 37 finalizaram! Pense aí pessoal!

Para finalizar, quem nunca ouviu falar na locomotiva humana, o corredor da Tchecoslováquia, Emil Zatopek, no de 1953 participou da prova e foi um grande marco na época para o evento!

Vamos com tudo!

Confira dicas de Polimento para os treinos

Hoje vamos falar de uma rotina adotada por treinadores que se denomina POLIMENTO! Como é isso? poli o que?

Segundo o dicionário, Polimento é todo o procedimento realizado com o intuito de gerar ou reativar o brilho de quaisquer superfícies.

Então pessoal, mas como é isso, uma rotina desta, com este conceito esta ligado ao Treinamento Desportivo?

Vamos lá!

Todos nós já estamos cansados, literalmente, de saber que as rotinas dos atletas tanto de elite quanto recreacionais são extremamente cansativas. Com isso, os treinadores visam as adaptações fisiológicas e consequentemente o desempenho ideal à competição alvo.

Assim, como já conhecemos as rotinas exaustivas dos atletas e que os profissionais visam o desempenho pleno para a competição ideal, não podemos deixar de ter claro o que levar. Isso implica que chegar a este desempenho tão sonhado, o atleta precisa vivenciar um momento de redução de cargas de treino (volume x intensidade), antes desta competição alvo. E é a esse momento do Planejamento de Treino, ou seja, Periodização, que é denominado Polimento ou também Rendimento Máximo.

De forma tradicional o POLIMENTO para o Treinamento Desportivo tem como conceito “uma redução não linear progressiva da carga de treinamento durante o período variável de tempo, numa tentativa de reduzir o stress fisiológico e psicológico do treinamento diário e otimizar o desempenho esportivo.” (Mujika e Padilla)

O objetivo principal desta fase do treinamento é reduzir a fadiga acumulada, o  que se dá através da redução gradual das cargas de treino. Porém, tem um detalhe muito importante, toda esta estratégia precisa ser bem dimensionada, pois se não nem o condicionamento especifico indispensável para o esporte o atleta consegue manter, ou seja, o polimento ajuda a dissipar a fadiga e tem que manter o condicionamento.

Então, já que não deixa de ser uma ciência tão fácil de aplicabilidade pergunto: como devem ser essas estratégias do Polimento, visto que não é somente reduzi as demandas do treino?

ESTRATÉGIAS DE POLIMENTO RECOMENDADAS:

  • Usar a estratégia para dissipar a fadiga e manter o condicionamento adquirido;
  • Reduzir o volume de treinamento e manter a intensidade de moderada a alta;
  • Manter a frequência em torno de 80% do que era realizado;
  • Duração em torno de 2 semanas é o ideal;

Com essas rotinas acreditamos que de fato essa rotina adotada irá ajudar no desenvolvimento para a competição alvo!

Bons treinos!

O Papel do treinador de corrida

Com a crescente do mundo tecnológico, da geração tecnológica, nós, não poderíamos acreditar que nosso mundo, ou seja, o mundo Running (corrida) iria ficar de fora deste montante de informações.

Aproximadamente 15 anos na área de prescrição de exercícios e posso afirmar que não é nada fácil captar e utilizar buscando a maior eficiência possível para os conhecimentos da Ciência do Esporte no momento de elaborar um planejamento de treino. Por trás de cada sessão, semana e planilhas de treino existe um mediador importantíssimo que é o treinador, profissional, que tem como formação de base a Educação Física e especializações na sua respectiva aérea de atuação.

Essa mensagem vai para aqueles praticantes, que sem nenhuma ou pouca experiência prática, já quer sair coordenando, supervisionando, ou seja, montando seu próprio treino. Não podemos deixar de considerar que com o passar do tempo, da realização de provas o corredor adquire uma vasta experiência de ordem prática, passa conhecer seu organismo e consegue sem nenhuma dúvida direcionar seu treino.

Em alguns casos, as bases cientificas do treinamento desportivo pode fazer com que você praticante deixe de alcançar as suas metas e até mesmo traçar novas. O treinador ao elaborar seu planejamento de treino procurar analisar suas rotinas de vida e busca evoluir de forma gradual e progressiva, visando de forma segura sua melhora. Outro ponto importante é a parte motivacional e onde a maioria dos corredores precisam, avaliando ai o seu humor, sua vontade de treinar e se excede o previsto, etc.

Um grande treinador de corrida precisa ter a capacidade de tratar cada praticante como uma pessoa única e entender a melhor maneira de organizar seu planejamento de treino. TIM NOAKES, uma das maiores referências quando se fala em treino de corrida, cita que um bom treinador além de possuir conhecimento técnico, precisa ser um grande agente motivacional.

Bons treinos!

© 2018 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA