VAMOS CONHECER CRISTINA?

Confesso: sou viciada no Netflix. Adoro séries e tenho fuçado as produções deles atrás de coisas bacanas. “Por acaso” ou não, conheci Cristina. Não falo que “encontrei o documentário sobre Cristina” pois, no filme, você termina realmente sentindo que conhece ela.

Cristina teve câncer de mama, assim como eu e – certamente – como você. Ela achou que estava tudo ok em sua vida mas recebeu a notícia que “assombra” todas nós: estava com metástase. Sim. Precisamos falar sobre câncer de mama metastático. Depois que assisti o documentário, fiquei pensando “faço ou não faço o post?”. Resolvi fazer pois essa é uma realidade que pode ser de qualquer uma de nós – lógico que, dependendo o caso, do estágio da doença e etc. Não é regra geral, viu? (antes que você entre em pânico!)

Gosto muito de ser sincera em tudo que publico nas minhas redes, pois acho que o paciente PRECISA de informação (de qualidade). O primeiro “mito”, para deixar bem claro, é que metástase não é uma sentença de morte. Hoje em dia, a medicina está MUITO avançada e já consegue transformá-la em doença crônica (tipo um problema de coração, que a pessoa toma um medicamento de controle e convive bem). A ideia é ganhar tempo para que, cada vez mais, a medicina continue avançando e lançando novas drogas.

Vamos voltar a falar sobre Cristina?

Ela e seu marido trabalhavam na indústria cinematográfica (com a produção de filmes) então, convidaram a diretora Michele Ohayon para registrar todos esses momentos, logo depois da descoberta da metástase. No decorrer da história, vemos diversos flashbacks de Cristina, registros de viagens e momentos familiares.

O importante nesse documentário, ao meu ver, nem é tanto seu desfecho. É a imagem de uma pessoa passando pelo momento mais difícil de sua vida, mas se preocupando em fazer algo para ajudar outras pessoas, passando sempre a mensagem “VIVAM O PRESENTE”.

Terminei de ver o filme (chorando, lógico!) com aquela vontade de pegar o telefone, ligar para pessoas que não falo à muito tempo, abraçar quem eu amo, fazer algo bem divertido, pensar na minha vida de forma que eu me sinta feliz.

O filme é bem real: mostra Cristina em bons momentos e outros ruins. A vida é assim, né? Então não espere sempre coisas fofas mas, com certeza, você vai ter o exemplo de uma pessoa que aceitou o rumo que sua vida tomou e resolveu deixar uma mensagem incrível para todos.

Obrigada Cristina!

Link do filme no Netflix (legendado)

Trailer do filme (Sem legenda)

Assistam e me contem o que acharam!

Beijos

Paula

Nenhum Comentário

Os comentários estão desativados.