int(78)

Categoria: Produção de Conteúdo

As 22 regras do storytelling segundo a Pixar

As 22 regras do storytelling segundo a Pixar

O site io9 publicou uma lista com essas dicas valiosas (em inglês) de um dos maiores estúdios contadores de histórias do mundo e eu traduzi aqui pra vocês.

Que bacana! Mas, espere aí… O que é Storytelling, mesmo?

Segundo o professor Bruno Scartozzoni, “Storytelling é um conjunto de técnicas de comunicação que consistem, basicamente, em organizar fatos em uma determinada sequência que, por vários motivos, da neurologia à antropologia, capturam a atenção do público de uma maneira especial e, por isso, transmitem conhecimento de uma forma mais natural e assertiva.

Essa sequência, na essência, envolve uma pessoa (protagonista) enfrentando desafios (conflito) para atingir um objetivo que mudará sua vida.

Definindo Storytelling

A palavra Storytelling nasceu da união de duas palavras: story (história) e telling (contando).

É uma técnica de trocar experiências com o público, usando a história da marca, do produto, da empresa, com foco na satisfação da necessidade e da expectativa do cliente.

Pra entender melhor o conceito de storytelling

Primeiro, precisamos ter sabedoria para escutar e entender o público (audiência).
Em seguida, devemos aprender mais sobre a marca em questão e descobrir qual é a sua trajetória de mercado, ou seja, conhecer sobre como a sua história foi contada até o momento. Só então, começamos a elaborar a estratégia de Storytelling adequada.

Para que a técnica dê resultados, a história deve ser recheada de elementos interessantes e que emocionem a audiência.

A identificação do público com a história que está sendo contada é essencial para o sucesso da campanha.

pixar-carrusel

Agora que entendemos um pouquinho dos conceitos básicos sobre o assunto, vamos aprender e compartilhar essas 22 dicas sobre Storytelling?

# 1: Você admira um personagem mais para escrever sobre ele do que pelo seu sucesso;

# 2: Você precisa ter em mente o que é interessante, como se você fizesse parte da audiência, não somente o que é divertido fazer como escritor. As duas coisas podem, inclusive, ser diferentes;

# 3: Definir o tema é importante, mas você só vai descobrir do que, realmente, se trata a história, quando você terminar de escrever. Depois, reescreva o quanto for necessário;

# 4:
Era uma vez um/ houve uma ___.
Todo dia, ___________________.
Um dia ____________________.
Por causa disso, _____________.
Por causa disso, _____________.
Até que finalmente ___________.

# 5: Simplifique. Tenha foco. Combine personagens. Não desvie do personagem e da história principal. Você vai sentir como se estivesse perdendo coisas valiosas, mas vai se sentir mais livre;

# 6: O que é que o seu personagem tem de bom? O que o deixa confortável? Jogue o oposto para eles. Seu objetivo aqui é desafiá-los. Como eles vão lidar com essas situações desafiadoras?

# 7: Crie o final da história antes mesmo de descobrir como será o meio. Muito sério isso. Bons finais são difíceis de escrever. Esteja com esse passo do trabalho à frente;

# 8: Termine a sua história e pronto. Mesmo que ela não esteja “perfeita”. Em um mundo ideal você tem a possibilidade de ter os dois, mas, no mundo real, siga em frente. Você fará melhor da próxima vez;

# 9: Quando você estiver empacado em alguma parte do roteiro, faça uma lista do que não vai acontecer em seguida. Muitas vezes, o material para você voltar a decolar vai aparecer daí;

# 10: Separe as histórias que você gosta. O que você gosta nelas é uma parte de você; você tem que identificar essas características e se reconhecer nelas, antes de usar;

# 11: Colocar as ideias no papel (ou na tela) permite que você comece a corrigi-las. Se elas permanecem em sua cabeça, se você fica buscando a ideia perfeita, você nunca vai compartilhar uma história com ninguém;

# 12: Esqueça a primeira coisa que vem à sua mente. E também a segunda, terceira, quarta, quinta – não tenha medo de tirar o óbvio do caminho. Surpreenda-se;

# 13: Dê opiniões a seus personagens. A passividade e a maleabilidade pode parecer agradável para você ao escrever, mas é um veneno para o público;

# 14: Por que você precisa contar essa história? Qual é a chama que queima dentro de você e que alimenta sua história? Este é o coração dela;

# 15: Se você fosse o seu personagem e se encontrasse em determinada situação, como você se sentiria? Honestidade dá credibilidade às situações inacreditáveis;

# 16: Quais são os riscos? Dê boas razões para o público torcer para o seu personagem. O que acontece se ele fracassar? Leve em conta e enumere as probabilidades que possam agir contra o sucesso;

# 17: Nenhum trabalho é desperdiçado. Se algo não está funcionando, guarde esse material e siga em frente – ele pode ser útil adiante;

# 18: Você tem que conhecer a si mesmo. É importante saber a diferença entre fazer o seu melhor e querer chamar a atenção. Histórias são para serem testadas, não para serem refinadas;

# 19: Coincidências que coloquem seus personagens em apuros são excelentes; já as coincidências que os tirem de lá, são trapaças;

# 20: Exercício: Divida um filme (uma história) que você não gosta, em blocos. Como você pode reorganizá-los e/ou reconstrui-los para que você passe a ter um filme que você venha a gostar?

# 21: Você tem que se identificar com as características e as situações dos seus personagens. Não pode, simplesmente, olhar o que você escreveu e pensar: “é… tá legal…” e seguir adiante. Como você agiria naquelas situações? Da mesma forma que eles?

# 22: Qual é a essência da sua história? Como eu posso contá-la da forma mais resumida? Se você souber essa resposta, pode construir a sua história à partir daí.

Espero que tenham curtido. Qualquer dúvida, entrem em contato pelos comentários, Facebook do Blog ou pelas minhas redes sociais.

Forte abraço,

Pedro Cordier.

Ferramentas e estratégias em marketing digital

O marketing digital possui diversas ferramentas e estratégias que podem ser utilizadas para a divulgação de empresas de diversos segmentos, aumentando a exposição da marca, sua base de clientes e venda de produtos e serviços.

A partir do conceito de marketing digital oferecido atualmente, pode-se concluir que as diversas estratégias utilizadas no trabalho interagem entre si e tais conexões devem ser exploradas e aproveitadas de forma a conseguir as melhores campanhas, com desempenho acima da média e retorno alto para os clientes.

Como utilizar o marketing digital

A forma ideal para otimizar as ações de marketing na web e garantir os melhores resultados é buscar os serviços de uma agência especializada. Na agência encontram-se profissionais especializados nas diversas ferramentas utilizadas e, geralmente, o cliente pode decidir junto com a agência quais técnicas serão utilizadas em sua campanha.

O marketing digital aumenta a exposição da marca e de produtos específicos, uma vez que as pessoas passam cada dia mais conectadas e atentas ao ambiente virtual.

Apenas ter um website não é mais suficiente para angaria público pela internet. Os aparelhos mobile aumentam ainda mais a dificuldade dos profissionais, uma vez que não é mais necessário um desktop para acessar a rede.

Integração das ferramentas

Para interagir com o maior público possível, os profissionais de marketing digital podem mesclar as diferentes ferramentas existentes de acordo com o perfil do prosumer (novo consumidor, produtor e consumidor de conteúdo. Termo cunhado por Alvin Tofler). A interação entre as plataformas que podem ser utilizadas é muito importante para definir como será realizada a campanha de marketing digital.

As principais plataformas que podem ser utilizadas e que possuem integração entre si são:

o)) Paid Search – engloba os links patrocinados e anúncios pagos.
o)) Social – inclui as redes sociais (Facebbok, Twitter, Instagram).
o)) Content marketing – explora as possibilidades relacionadas ao conteúdo.
o)) E-mail – contém as possibilidades de e-mail marketing.
o)) Mobile – refere-se às atividades exclusivas de aparelhos mobile.
o)) SEO – mostra as estratégias que podem ser utilizadas para melhorar o resultado em
buscas orgânicas.
o)) Analytics – mostra como mensurar os resultados da campanha.

As integrações entre cada uma dessas ferramentas podem ser observadas no infográfico, que foi idealizado partindo de um mapa do metrô. Nele as intersecções ficam claras e o profissional de marketing consegue escolher qual técnica melhor se adapta ao seu cliente.

Infográfico produzido pela WSI .

São João na Bahia: Mais um projeto de sucesso da Equilibra Digital

sao-joao-na-bahia-500-mil-acessos-de-maio-a-junho-2014

O projeto São João foi um sucesso!!

A página São João na Bahia ultrapassou 70 mil fãs

pagina-do-sao-joao-na-bahia-no-facebook-mais-70-mil-fas

e o portal www.saojoaonabahia.com.br alcançou mais de 500 mil acessos em menos de 3 meses no ar!!

sao-joao-na-bahia-500-mil-acessos-de-maio-a-junho-2014

Muito obrigado ao Jornal Correio pela parceria,

sao-joao-na-bahia-destaque-no-site-do-jornal-correio-da-bahia

à toda equipe da Equilibra Digital pelo empenho, aos sócios (no projeto) Gabriel Carvalho e Daniel Meira, pela dedicação, aos nossos patrocinadores Veromundo Turismo, as Prefeituras Municipais de Amargosa, São Francisco do Conde e Mairi, à Bahiatursa, ao Forró do Piu-Piu e, principalmente, a todos àqueles que acessaram, curtiram, compartilharam e comentaram no site e na página do São João na Bahia, dando visibilidade ao forró, ao São João, à cultura nordestina e ajudando a construir esse projeto!!

O São João acabou, mas, a boa notícia é que o site e a página continuarão ativas durante todo o ano, ajudando a manter vivas as nossas tradições e todos aqueles que vivem do forró!

sao-joao-na-bahia-site-responsivo-desenvolvido-equilibra-agencia-digital-salvador

Mais uma vez, MUITO OBRIGADO A TODOS!! o/

De olho no São João, empresários lançam site sobre festas juninas da Bahia

sao-joao-na-bahia-site-responsivo-desenvolvido-equilibra-agencia-digital-salvador

As festas que ocorrem em mais de 200 cidades, em todas as regiões da Bahia, motivaram um grupo de empresários de Salvador a lançar o portal São João na Bahiawww.saojoaonabahia.com.br – um guia completo dos festejos juninos do Estado.

sao-joao-na-bahia-site-responsivo-desenvolvido-equilibra-agencia-digital-salvador

O novo endereço eletrônico do forró entrou no ar nesta segunda-feira (17) e terá informações sobre a programação das cidades, curiosidades, festas privadas, artistas, pacotes de viagem, de bate-volta, dentre outras.

Segundo o CEO da Equilibra Digital e um dos sócios do grupo, Pedro Cordier, a ideia surgiu da grande demanda do público por um espaço que concentrasse informações sobre o universo do forró. “Há um público engajado, que acessa bastante as redes sociais e interage. O São João é uma festa com um índice mínimo de rejeição e que leva milhares de soteropolitanos ao interior”, justifica Cordier.

A equipe do portal conta com dez profissionais, dentre jornalistas, publicitários, desenvolvedores de web, diretores de arte, departamento comercial e gestores de redes sociais. “É praticamente um exército de apaixonados pelo São João, de olho nas principais informações e no que ocorre em Salvador e em mais de 200 municípios”, ressalta Cordier.

Parcerias
O Site já inicia sua atuação com grandes marcas agregadas ao projeto.

A empresa Veromundo Viagens e Turismo, principal referência no Estado em vendas de pacotes de festas de camisa e viagens no Sistema Bate-volta é um dos parceiros do site www.saojoaonabahia.com.

sao-joao-bahia-2014-forro-veromundo-banner

Outro grande parceiro do projeto São João na Bahia é a banda Estakazero, referência em forró no estado.

sao-joao-na-bahia-2014-estakazero

Pra completar o time de grandes marcas, a Prefeitura de Amargosa também acreditou no projeto e está presente no portal de forró e alegria.

sao-joao-2014-bahia-forro-amargosa1

Outros interessados devem procurar o departamento comercial do portal para ter acesso às vantagens e se destacar na página de web.

Vantagens
O portal São João na Bahia é a melhor forma de divulgar os destinos de festas juninas do Estado. Através dessa poderosa ferramenta, artistas e representantes de prefeituras e festas privadas podem dar uma mega visibilidade ao seu produto.

Cada segmento que firmar parceria poderá acessar, não somente as ferramentas convencionais de publicidade (como banners e publieditoriais), mas, principalmente, poderá ter sua própria página editável dentro do portal, além do direito a ações gratuitas de divulgação e merchandising na Página do São João na Bahia no Facebook, coberturas exclusivas e destaque no noticiário.

Produtos
Portal São João na Bahia: site com notícias, guias de como chegar, onde ficar, ranking das melhores festas, enquetes, espaço multimídia (textos, vídeos, fotos e áudios) num só lugar;

Página do São João na Bahia no Facebook: Página oficial do site, presente no Facebook com mais de 63 mil fãs e alcance semanal que chega a 1 milhão de pessoas, com acessos e visualizações comprovadas pelo próprio Facebook. O São João na Bahia conta ainda com perfis no Twitter e no Instagram.

Sub Produtos
Página exclusiva: Municípios, festas privadas e artistas que forem parceiros do projeto, terão um espaço diferenciado dentro do portal com direito a galeria de fotos, vídeos, áudios num mini-site.

Ex: o nome da página será www.saojoaonabahia.com.br/seumunicípio; www.saojoaonabahia.com.br/suafesta e www.saojoaonabahia.com.br/seuartista.

Cobertura exclusiva: Uma outra vantagem que o município, a festa privada ou o artista pode ter é a cobertura diferenciada do evento, com direito a fotos compartilhadas com a moldura da festa, exibindo a própria marca e a dos principais parceiros ou patrocinadores.

Programa de TV Web: O site São João na Bahia também terá um programa semanal com entrevistas e coberturas de eventos relacionados ao universo do forró. Os principais parceiros terão direito a fazer inserts nas cartelas de aberura e encerramento, bem como durante uma entrevista.

Podcasts: Semanalmente, vamos disponibilizar o programa Esperando o São João, com entrevistas e dicas em áudio. O programa será veiculado no site e nas rádios parceiras do evento. Os parceiros terão o nome citado nas vinhetas de abertura e encerramento.

Gata do São João: Nesta seção, vamos eleger a garota mais bonita que vai representar a sua cidade no site São João na Bahia. A votação será online e a grande final definirá a mais bela entre todos os municípios. Haverá banners dentro da página do concurso para veiculação de anúncios dos parceiros. As marcas dos anunciantes serão expostas nas fotos que forem compartilhadas nas redes sociais.

Divulgue seu talento: Forrozeiros em início de carreira também terão um espaço para divulgação do seu trabalho. Artistas ou bandas poderão enviar vídeos, áudio e fotos para divulgação em nossa página. Faremos um concurso e elegeremos a banda ou artista que levará o selo São João na Bahia. Haverá banners dentro da página do concurso para veiculação de anúncios dos parceiros. As marcas dos anunciantes serão expostas nas fotos que forem compartilhadas nas redes sociais.

Criatividade e Conectividade – Aprender e Compartilhar na Era Digital

Estar conectado é fundamental para curtir as possibilidades digitais e exercitar seu potencial criativo, por isso, veja a apresentação sobre o tema “CRIATIVIDADE E CONECTIVIDADE“, apresentado pelo professor e especialista em Comunicação, Criatividade e Conectividade, Pedro Cordier e saiba como “Aprender e Compartilhar” na Era digital.

VER A APRESENTAÇÃO NO SLIDE SHARE: Criatividade e Conectividade – Aprender e Compartilhar na Era Digital from Pedro Cordier

Assista também os vídeos:

Criatividade e Conectividade – parte 01 – Aprender e Compartilhar na Era Digital

Criatividade e Conectividade – parte 02 – Aprender e Compartilhar na Era Digital

Criatividade e Conectividade – parte 03 – Aprender e Compartilhar na Era Digital

Criatividade e Conectividade – parte 04 – Aprender e Compartilhar na Era Digital

Criatividade e Conectividade – parte 05 – Aprender e Compartilhar na Era Digital

Criatividade e Conectividade – parte 06 – Aprender e Compartilhar na Era Digital

O “Oráculo Google” somos nós

Segundo uma pesquisa uma pesquisa realizada pelo Birmingham Science City e divulgada pelo Dailymail, “menores de 15 anos preferem tirar suas dúvidas no Google do que perguntar ou pedir ajuda a alguma pessoa, como seus próprios pais e professores“.

Ainda segundo a referida pesquisa:

  • Quase metade dos pesquisados admitem usar a ferramenta de busca pelo menos 5 vezes ao dia;
  • 54%, dos entrevistados com idade entre 6 e 15 anos, disseram perguntar ao Google antes de seus pais ou professores;
  • Apenas um quarto dos entrevistados iria perguntar aos pais;
  • Quase metade deles, 45%, disseram nunca ter usado uma enciclopédia e 19% atestam nunca ter tido contato com um dicionário;
  • Apenas 3% dos pesquisados dizem pedir ajuda aos seus professores.

Para os pesquisadores, o estudo revela como a tecnologia tornou-se central na vida das crianças e jovens.

Para o Dr Pam Waddell, diretor e pesquisador do Birmingham Science City, o objetivo da pesquisa era ver como essa tecnologia vem afetando a pesquisa e a exploração.

Não é surpreendente que, com respostas ao clique de um mouse ou ao toque de um dedo, os jovens muitas vezes perguntem ao Google. No entanto, isso não é necessariamente uma coisa ruim. Ela mostra o quanto comum é a tecnologia para as crianças de hoje, e como elas estão confortáveis em usá-la”, disse o pesquisador.

As crianças, não importando em que geração elas cresceram, têm uma natureza inquisitiva e curiosa, e por isso, vemos a capacidade deles usarem uma nova tecnologia para explorar como um sinal positivo para o futuro“, finaliza.

De onde vêm as respostas?

Assim como as crianças da pesquisa, 83% dos americanos (dados da Pew Internet) e 90% dos brasileiros (dados da Experian Hitwise), utilizam o Google para “fazer suas perguntas“.

o-oraculo-google-somos-nos

A diferença entre o Google e o Oráculo de Delfos, é que, ao invés de obtermos nossas respostas de sacerdotisas de Apolo em estado de transe, obtemos as respostas de usuários “comuns“, como eu e você.

Coloquei o “comuns” entre aspas, pois, apesar de qualquer um poder produzir conteúdo, apenas 1% dos internautas o fazem.

Além da esmagadora maioria não produzir conteúdo, um número bem pequeno de internautas (cerca de 7%) participam ativamente com comentários e retweets, por exemplo.

O restante dos usuários de internet, apesar de sua grande importância no que se refere a “audiência“, são verdadeiros “voyeurs digitais“.

A responsabilidade da produção de (BOM) conteúdo

Todas as vezes que buscamos algo no Google, deveríamos agradecer aos autores das ilustrações, vídeos, textos, fotos e todo e qualquer conteúdo disponibilizado nos blogs, sites, fóruns e redes sociais, que pesquisamos para a obtenção de respostas!

Quando participamos com uma busca ou um download, fazemos girar esse maravilhoso mundo digital, mas, É IMPORTANTÍSSIMO PRODUZIRMOS (BOM) CONTEÚDO E FAZERMOS UPLOAD!

Quanto mais disponibilizamos nosso tempo para gerar conteúdo e compartilhar nosso conhecimento, ativamente, mais ajudamos a construir uma internet cada dia melhor, mais rica e mais livre!

Acredito que todas as informações criadas, compiladas, contestadas e reescritas que são produzidas e disponibilizadas na internet, podem ser transformadas em algo ainda maior e mais completo… E assim, sucessivamente…

E você, já produziu (BOM) conteúdo hoje?

© 2017 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA