EXCLUSIVO! Advogado de Geddel, Gamil Foppel critica a Lava Jato: “Há violações manifestas à letra da lei”; veja o vídeo

Doutor em Direito Penal Econômico, integrante da comissão convocada pelo Senado para a revisão do Código Penal, o advogado Gamil Foppel sempre esteve entre os mais destacados juristas da Bahia. Seu nome ganhou muita projeção nacional ao assumir a defesa técnica do ex-deputado e ex-ministro Geddel Vieira Lima, preso preventivamente em 3 de julho, como desdobramento da Operação GreenField. O político já tinha sido alvo da Operação Cui Bono, por suspeita de ilícito quando era vice-presidente da Caixa.

Advogado e professor, Gamil passou a exercer a defesa e também argumentar na contramão da opinião pública. “Todos os crimes têm que ser investigados e todas as pessoas que praticaram atos ilícitos devem ser punidas de acordo com lei e na medida da lei. O que tem acontecido ultimamente é que as pessoas têm olhado o processo legal como se fosse irrelevante. Há violações manifestas à letra da lei em investigações sensíveis como a Lava Jato“, alerta.

Já houve situações em que determinado magistrado chegou a fixar prazo de uma hora para a defesa se manifestar. Estão fixando prazos como se fossem gincanas de escola, porque gincana de escola que você tem prazo de uma hora. Há situações em que foram juntados aos autos, durante a madrugada, mais de 60 documentos! E havia audiência no dia seguinte de manhã. Como é que você lê esses documentos para se preparar para audiência?”, questiona Gamil.

As declarações foram dadas durante gravação do programa Aratu Repórter, tratando sobre o júri que absolveu a médica Kátia Vargas, acusada pela morte no trânsito dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias. Gamil aproveitou para indicar como o Direito precisa trabalhar com provas, independentemente do clamor popular. “Sartre dizia que o inferno são os outros. Toda e qualquer pessoa pode se envolver num processo penal. Você pode sair de sua casa e atropelar uma pessoa culposamente, porque está distraído. Quando isso acontece é que as pessoas esperam que, a partir dali, os direitos dela sejam respeitados.

Veja as declarações de Gamil Foppel:

 

LEIA TAMBÉM: Papa Francisco faz sermão contra a corrupção e alerta políticos: o que significa isso na prática? 

VEJA AINDA: Conselheiro do TCE acusado por procuradora do estado se defende: “represália e tentativa de atingir honra” 

 

Em julho deste ano, o advogado publicou um artigo na Folha de São Paulo, sob o título Em Defesa de Geddel Vieira Lima, em que já na abertura convoca para a reflexão: “Caro leitor, antes de ler este texto, por favor, dispa-se dos seus preconceitos”. Clique aqui para ler o artigo.

“Um dos preços mais caros que a pessoa paga é a coerência. Você ser coerente o tempo inteiro é muito difícil. Normalmente, o ser humano tem uma tendência a argumentar por conveniência. Quando a pessoa que está sendo julgada é nossa amiga, a gente quer que a lei seja respeitada. Quando é alguém que a gente não conhece, ou que não gostamos, a gente não quer que a lei seja respeitada de jeito nenhum.

“Quando a gente começa a querer desrespeitar as regras para uma pessoa, se acontecer com nosso amigo, a gente não poderá reclamar mais”.

O advogado admitiu que sofre ataques via internet por levantar esse tipo de análise. Mas disse não se importar.  “Falar isso tem um preço pessoal muito alto. Eu não tenho muita preocupação com redes sociais. Sugeri a revogação do regime disciplinar diferenciado. Na internet, as pessoas começam a te atacar pessoalmente. Falar contra o que as pessoas quase encegueiradas acreditam é decepcionar paixões. Eu não procuro a posição de conforto. As pessoas deixam de tomar posturas porque elas não querem ser respeitadas, elas querem ser queridas. Existe uma verdadeira compulsão por querer ser querido”.

Gamil Foppel concluiu: “As pessoas não falam o que querem e pensam, falam o que acham que as pessoas querem ouvir. Na hora que chegam pessoas que apontam o que está errado, e elas não querem ouvir, óbvio que há uma resposta social difusa que não é agradável para ninguém”.

 

Participe do debate sobre política e justiça pelo www.twitter.com/opabloreis

Papa Francisco faz sermão contra a corrupção e alerta políticos: o que significa isso na prática?

Quando o Sumo Pontífice da Igreja Católica Apostólica Romana faz uma exortação mundial pelo combate à corrupção, ele está falando para nada menos do que 1 bilhão de seres humanos. Foi o que o Papa Francisco fez na noite deste sábado (9), Dia Mundial de Combate à Corrupção, promovido pelas Nações Unidas.

Em conta do twitter, o sucessor de Bento XVI, de 80 anos, escreveu: “A corrupção deve ser combatida com força. É um mal baseado na idolatria do dinheiro, que fere a dignidade humana“.  Neste domingo, Francisco continuou no tema. “É necessário que a ação política seja verdadeiramente colocada ao serviço da pessoa humana, do bem comum e do respeito pela criação”, conclamou na conta @pontifex.

Ao ser escolhido em 2013, o argentino Jorge Mario Bergoglio se tornou o 266° Papa e passou a liderar uma multidão estimada em 1,2 bilhão de católicos, mais da metade de todos os cristãos do mundo muito concentrados nas Américas, na Europa, e parte da África. A homilia do papa Francisco mostra também que a intolerância contra a corrupção não é fenômeno restrito a Brasil da Operação Lava Jato.

Ao contrário, a própria Lava Jato é um desdobramento de uma reação em cadeia mundial contra a corrupção nos últimos 10 anos. A Primavera Árabe , que derrubou ditadores no Egito e Líbia e motivou protesto em mais 12 países, mostra a força do advento das redes sociais e dos mecanismos de transparência e fiscalização dos poderes públicos.

O Papa fez a conclamação anticorrupção nas contas do Twitter

VEJA VIDEO: Senador Romero Jucá (PMDB) tenta agredir passageira que o filmava em avião: “você deve ser petista”

LEIA MAIS: Desembargador baiano quer retratação de advogado que acusou TJ-BA de “tribunal podre”: “quero que ele prove”

As declarações foram publicadas nas nove contas do Twitter diferentes que o papa possui para vários idiomas. Apenas no Twitter, ele já supera 40 milhões de seguidores. Em agosto, Francisco enviou carta para os jovens da igreja, em evento pelos 300 anos de aparição da Virgem Maria em Rio Paraíba do Sul (SP), promovido pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil. “Vocês são a esperança do Brasil e do mundo, não tenham medo de combater a corrupção”, disse o pontífice.

Em 26 de outubro passado, a CNBB divulgou nota destacando que a corrupção corrói o Brasil. No texto, a entidade repudia a falta de ética que se instalou nas instituições públicas, empresas, grupos sociais e na atuação de inúmeros políticos que, “traindo a missão para a qual foram eleitos, jogam a atividade política no descrédito”. Clique aqui para ler a reportagem.

De acordo com os dados da Organização das Nações Unidas sobre Drogas e Crime no Brasil (UNODC), a corrupção consome, ao ano, 1 trilhão de dólares, pagos como suborno, e mais de 2,6 trilhões de dólares diretamente roubados pela corrupção, representando mais de 5% do Produto Interno Bruto mundial. Este seria o maior obstáculo ao desenvolvimento econômico e social na atualidade.

Segundo estudo divulgado da Transparência Internacional, o Brasil fechou o ano de 2016 em 79º lugar entre 176 países no ranking sobre a percepção de corrupção no mundo. Além do Brasil, estão empatados em 79º lugar Bielorrússia, China e Índia.

 

 

Participe do debate sobre corrupção pelo www.twitter.com/opabloreis

“Governador Rui dorme e acorda pensando em Neto”, diz Alan Sanches(DEM); “A gestão da Bahia é invejável”, rebate Joseildo (PT)

Ainda faltam dez meses para as eleições de 2018, mas basta juntar deputados de oposição e de situação para que o debate ganhe contornos de comício. “O PMDB da Bahia protagonizou a maior apreensão em dinheiro vivo neste país e a sétima maior do mundo. E a principal liderança era unha e cutícula do prefeito desta cidade”, acusa Joseildo Ramos. “E foi ministro de Lula e Dilma”, alfineta Alan Sanches, mencionando Geddel Vieira Lima.

Com um ano de antecedência, os aliados do governador Rui Costa (PT) e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), já estão em clima de campanha. Líder o PT na Assembleia Legislativa, o alagoinhense Joseildo ficou frente a frente com o vice-líder do bloco DEM/PV, o médico Alan Sanches.

ACM Neto será o nosso candidato da base de oposição ao governo. Não tenho dúvida disso. Não é um desejo dele, mas um desejo da população que tem o convocado para resolver o problema da saúde e dessa segurança infeliz, que até hoje o estado não conseguiu resolver”, garantiu Sanches.  “Não tenho dúvidas que aliados do governador hoje estarão em nosso palanque. O Joseildo só fala do DEM, mas eu sei o motivo: é porque estão tremendo, em 2018, de enfrentar a figura querida, popular, que é o ACM Neto”

A gestão fiscal do estado da Bahia é invejável em relação a essa crise que estamos passando“, argumenta Joseildo. Os dois parlamentares foram os primeiros convidados da versão debate do programa Linha de Frente, transmitido pelas redes sociais da Aratu. Durante quase uma hora, trocaram farpas, mas também apresentaram dados e opiniões que servem para justificar críticas e elogios.

O democrata criticou o anúncio do governo sobre contas públicas ajustadas. “Os hospitais estão quase fechando as portas. O hospital de Juazeiro esteve prestes a fechar por falta de pagamento, o mesmo com hospital de Itaparica, e o de Mairi, com três meses sem pagamento de salário”, acusou Alan Sanches, que é médico. “Eu não posso acreditar que o governo do estado está conseguindo pagar suas contas quanto estão noticiados esse problema de falta de pagamento“.

“Quando Jaques Wagner assumiu o governo, o endividamento do estado era de 1,2 em relação à sua receita corrente líquida. Hoje, estamos em 0,47. Então, o poder de alavancagem do estado da Bahia é imenso”, rebateu Joseildo Ramos. “Agora, o DEM, em nível nacional e estadual, tem interposto uma série de objeções para que a Bahia receba um empréstimo de R$600 milhões pelo Banco do Brasil“, alfinetou, para depois falar sobre reajustes salariais para as categorias da educação e da segurança pública.

Como resposta, Sanches disse que “O governador não tem força política para liberar o empréstimo, não pode culpar o DEM”. “O governo do PT tem essa mania de abrir espaços, abrir serviços, mas não consegue manter porque não paga, não faz o dever de casa”, condena Sanches. “Governador Rui só pensa, dorme e acorda, pensando em ACM Neto em 2018

Os deputados Joseildo (PT) e Alan Sanches (DEM) participaram da estreia do formato debate do Linha de Frente

VEJA MAIS: “Gostaria de ver o governador Rui Costa recebendo prêmio como esse”, alfineta Léo Prates, sobre Brasileiro do Ano de ACM Neto 

LEIA AINDA:  EM TERRENOS DIFERENTES; Governador Rui Costa dança com esposa e ACM Neto recebe prêmio nacional: campanha começou

Sobre o governo federal, Joseildo alertou para as perspectivas de novas privatizações da Petrobras, Banco do Brasil e Banco do Nordeste. “Nós temos um governo ilegítimo, que está fazendo uma série de reformas que vão prejudicar o trabalhador. Está sendo denunciado e fazendo barganha”.

Joseildo Ramos ainda comparou a relação de Temer com Rui Costa com a relação do ex-governador com ele mesmo, quando administrava Alagoinhas. “Quando eu era prefeito, era de oposição, do PT. Fui recebido por Paulo Souto, apenas uma vez. Com a mesma cordialidade que ele me atendeu, ele me negou todas as demandas para uma cidade importante, como Alagoinhas”.

Veja o programa completo com o debate:

Participe do debate sobre política pelo www.twitter.com/opabloreis

“Gostaria de ver o governador Rui Costa recebendo prêmio como esse”, alfineta Léo Prates, sobre Brasileiro do Ano de ACM Neto

Prestes a se lançar candidato a deputado estadual (mesmo evitando falar sobre o assunto), o presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Léo Prates (DEM), mostrou mais uma vez o motivo de se autodenominar “um liderado” do prefeito da capital, ACM Neto. Questionado sobre o mérito do baiano em ser escolhido o Brasileiro do Ano (categoria Política), pela revista IstoÉ, ele não hesitou: “é uma escolha mais do que justa. O prefeito ACM Neto conseguiu, ao longo de quatro anos, uma coisa que eu considerava impossível:  administrou a prefeitura sem apoio do governo do estado e fez a transformação que foi feita. Ele fez a revolução de aumentar um orçamento de R$3,9 bilhões para R$7,3 bilhões. Em 2012, a cidade investiu R$ 50 milhões nela própria. No ano que vem, vamos passar de R$ 5 bilhões em perspectivas de investimento“.

Léo Prates continuou os elogios ao prefeito. “O trabalho dele é tão gigantesco que ele vence o preconceito: um nordestino na capa da IstoÉ. Isso é um orgulho tremendo. Acho que nesse momento todos os baianos que querem o bem estão orgulhosos do prêmio dele”.

A respeito de críticas da oposição ao prêmio, ele tentou ser um pacificador. “Eu gostaria muito de ver o governador Jaques Wagner, o governador Rui Costa recebendo prêmios, sendo nordestinos vitoriosos. Eu faço política não pensando no mal, mas pensando no bem do meu povo, da minha cidade. Gostaria muito que Jaques Wagner e Rui Costa ganhassem um igual”, ponderou.

Assista ao programa completo:

 

VEJA MAIS: EM TERRENOS DIFERENTES; Governador Rui Costa dança com esposa e ACM Neto recebe prêmio nacional: campanha começou 

LEIA TAMBÉM: EXCLUSIVO: “Bolsonaro tem alguma ideia para debater?”, questiona a pré-candidata Manuela D´Ávila (PC do B)

A entrevista foi concedida ao Linha de Frente, transmitido pelas redes sociais do Aratu Online. Léo Prates falou sobre o esquema de segurança para a prova do concurso público para servidor da casa legislativa. “A gente convidou a Polícia Federal para acompanhar. Vamos entregar a lista de inscritos e eles vão identificar aqueles que se inscrevem para fraudar concurso, vamos tomar as medidas. E também vou pedir o mesmo para a Polícia Civil”, conta ele, ao dizer que apenas na primeira hora de inscrições, mais de 150 candidatos já fizeram o cadastro. São 60 vagas e um terço delas voltadas para afrodescendentes, além de 5% para deficientes.

Como balanço de quase um ano da gestão, iniciada em fevereiro, ele garante ter devolvido mais de R$14 milhões para o Executivo (R$1 milhão ficou garantido para aumentar vagas em cemitérios de Salvador). Um dos pilares do balanço foi o recorde de 100 sessões ordinárias, além de 250 reuniões de comissões, quando o maior número histórico foi de 80 reuniões. “Eu tive que me despir da minha militância partidária, das minhas crenças para ser o magistrado na Câmara. Além disso, abrir o diálogo, com paciência e perseverança. Acho também que tomei muita Maracugina“, brinca o chefe do legislativo. “Nem sempre é tão tranquilo quanto estou dizendo, às vezes o pau quebra, mas a gente conseguiu envolver todas as 43 partes eleitas pelo povo”.

Torcedor fanático pelo Bahia, ele confirmou que torce pela eleição de Guilherme Belintani para presidente do clube. “Declarei meu voto e sou abertamente fã dele. Acho que o que Belintani toca vira ouro. E quero meu Bahia para o ano na Libertadores. Estou torcendo muito por ele. A chapa tem PT, tem DEM, ele está se despindo de preferências em nome do Bahia”, vibrou Prates.

O tricolor também opinou sobre a sucessão de Ivã de Almeida no Vitória. “Não torço pelo time, mas torço por uma gestão. Estou apoiando Agenor Gordilho, o lado que ele estiver vai ser um bom lado. Para a Bahia, é muito bom os dois clubes na primeira divisão, porque a concorrência é a alma do negócio”, garantiu.

 

Participe do debate sobre política pelo www.twitter.com/opabloreis

EM TERRENOS DIFERENTES; Governador Rui Costa dança com esposa e ACM Neto recebe prêmio nacional: campanha começou

Cada um ao seu modo, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), movimentaram as redes sociais nesta terça (5) revelando perfis diferentes para atrair atenção do eleitorado. O governador já é pré-candidato à reeleição, enquanto Neto ainda não definiu se vai concorrer ao Palácio de Ondina em 2018.

O petista deu uma pausa na rotina de inaugurações de unidades hospitalares no interior do estado para protagonizar um momento típico de maridão apaixonado nas redes sociais. Em conta do instagram, ele fez declarações à primeira-dama, Aline Peixoto. Rui Costa também mostrou um estilo de pé-de-valsa.

Veja o vídeo da dança:

Esbanjando alegria e romantismo, o casal dançou ao som de Eu Sei de Cor, de Marília Mendonça. Na postagem, o governador comentou: “parceira de dança e de vida”, seguido por um coração.

A sessão de carinhos foi no encerramento do Primeiro Seminário Estadual do Mais Infância, das Voluntárias Sociais da Bahia, instituição presidida pela primeira-dama Aline Peixoto. “Orgulhoso dessa mulher maravilhosa e dos projetos que toca com tanta dedicação e competência. @liu_peixoto e as @voluntariassociais trabalhando para reformar creches e capacitar professores. #MaisInfância“, postou Rui. 

Enquanto isso, ACM Neto estava em São Paulo para receber o prêmio de Brasileiro do Ano, na categoria Política,  promovido pelas revistas IstoÉ e IstoÉ Dinheiro. Além dele, personalidades como o juiz Sérgio Moro (vencedor da categoria máxima), o Ministro da Fazenda Henrique Meirelles (Economia), o apresentador Luciano Huck (Comunicação) e o jogador da Chapecoense Alan Ruschel (Esporte) também foram agraciados.

O prefeito da capital usou as redes sociais para compartilhar a vitória com eleitores. “Esse prêmio é pra vocês que acreditaram no projeto de transformação da nossa cidade. Muito obrigado, de coração, por seguirem o passo junto comigo!”, publicou.

VEJA AINDA: EXCLUSIVO: “Bolsonaro tem alguma ideia para debater?”, questiona a pré-candidata Manuela D´Ávila (PC do B) 

 

Brasileiros do ano ISTOÉ
ACM Neto – Política
Sergio Moro – Brasileiro do Ano
Henrique Meirelles – Economia
Luciano Huck – Comunicação
Isis Valverde – Televisão
Juliana Paes – Televisão
João Carlos Martins – Ética
Milú Villela – Cultura
João Paulo Guerra Barrera – Educação
Alan Ruschel – Esporte

 

Empreendedores do Ano IstoÉ Dinheiro
Ilan Goldfajn – Empreendedor do ano
Frederico Trajano – E-commerce
Flavia Bittencourt – Varejo
Guilherme Paulus – Serviços
Celso Athayde – Impacto Social
Paulo Cesar de Souza e Silva – Indústria

 

Participe do debate sobre política pelo www.twitter.com/opabloreis

 

EXCLUSIVO: “Bolsonaro tem alguma ideia para debater?”, questiona a pré-candidata Manuela D´Ávila (PC do B)

A deputada estadual do Rio Grande do Sul Manuela D´Ávila iniciou pela Bahia uma jornada nacional de pré-candidatura à Presidência da República e mostrou que está disposta a escancarar o que considera os pontos falhos dos adversários. Um dos alvos foi o deputado federal carioca Jair Bolsonaro (ainda sem partido definido): “E ele debate? Ele tem ideia pra debater? Nunca vi, conheço há uns anos e jamais assisti. Eu debato ideias e daria sugestão para ele  (Bolsonaro) apresentar ideias. Se elas existem… eu desconheço“, criticou.

Na última pesquisa Datafolha, a pré-candidata pontuou pela primeira vez, com percentuais que vão de 1% a 3%, a depender do cenário dos adversários. “Imagina que orgulho! O PC do B tem 95 anos e vai ser a terceira vez em que teremos candidatura. Eu sendo a primeira mulher”, comemorou ela, sobre o fato da sigla só ter lançado candidatura própria em 1930 e 1945.

Para ela, o posicionamento do partido é necessário neste momento. “A crise é muito grande. Sabemos o que significa o governo Temer, a retirada de direitos trabalhistas. Em 2018, é a hora de a gente sentar e dizer o que nós queremos para o futuro do país. É por isso que temos nossa candidatura”.

Aos 36 anos de idade, mãe de uma garota de 2 anos de 4 meses, jornalista por formação, ela já foi a deputada federal mais votada do país e a vereadora mais jovem de Porto Alegre. Ela concedeu entrevista ao programa Linha de Frente, transmitido pelas redes sociais do Aratu Online, antes de seguir para um almoço com o governador Rui Costa, acompanhada dos deputados federais baianos Alice Portugal, Daniel Almeida, Davidson Magalhães e também do ex-deputado Haroldo Lima. “São visíveis as transformações que a Bahia passa. Eu desci no aeroporto e vi a cidade cortada por um metrô. A Bahia é o estado que mais investe no Brasil. Paga os salários em dias e investe em obras importantes“, elogiou.

VEJA VIDEO: Senador Romero Jucá (PMDB) tenta agredir passageira que o filmava em avião: “você deve ser petista” 

LEIA MAIS: Ex-governador Jaques Wagner provoca rivais do DEM: “procura-se candidato ao Senado minimamente popular” 

Provocada sobre uma disputa com Lula, em um hipotético segundo turno, Manuela destacou alguns pontos divergentes com os petistas. “Seria um segundo turno muito bom, porque o povo estaria assegurado que o projeto que governaria o Brasil seria o de acreditar nas políticas públicas. Eu daria muito mais ênfase ao tema da indústria nacional, não sei como Lula pensa para o futuro. E daria ênfase a como garantir que nossa juventude tenha a vida e a plenitude da vida.”

“O presidente Lula sabe que somos o partido mais leal a ele. Nós achamos que justamente o golpe abre um novo ciclo na política. Nesse novo ciclo queremos discutir nossas ideias. Como podemos fazer que a economia brasileira esteja a serviço do povo brasileiro.”

A pré-candidata também comentou sobre política e economia em Cuba, a partir do documentário Cuba e o Cameraman (disponível em Netflix).

“O que deu errado em Cuba é que existe um bloqueio econômico por mais de 50 anos contra uma ilha pequena, na América Central. O que deu certo, os números falam por si: crianças não morrem de fome, crianças não morrem na fila à espera de um atendimento médico. Cuba dá certo porque oferece vida digna para suas pessoas. É o melhor que poderia ser? Claro que não. Imagine Cuba se relacionando abertamente com o país que pode ser visto a olho nu. O Brasil não será Estados Unidos, o Brasil não será Cuba, nem Itália, nem China”.

 

Participe do debate sobre política e eleições pelo www.twitter.com/opabloreis

VEJA VIDEO: Senador Romero Jucá (PMDB) tenta agredir passageira que o filmava em avião: “você deve ser petista”

Abordado por uma passageira em um vôo comercial, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) tentou atacar a mulher que o filmava com um celular.  Jucá tentou impedi-la dando um tapa na sua mão, mas não obteve sucesso. “Você deve ser petista, não é”, questionou o parlamentar. Ele ainda complementou: “por isso, que nós tiramos vocês do poder”.

Em seguida, o senador fez um gesto brusco, como se quisesse tomar o celular das mãos da passageira. A mulher reagiu e disse que não queria ser agredida. Outros passageiros se manifestaram. “Acabou o seu sossego, quer viajar? Vai viajar de jatinho com seus amigos“. A mulher também se refere ao fato de Jucá ter sido flagrado em áudio falando sobre “estancar a sangria” da Lavajato.

Assista ao vídeo completo:

 

LEIA MAIS: “A postura de Anitta reforça machismo”, critica deputada Luiza Maia(PT), presidente da Comissão de Direitos da Mulher

VEJA AINDA: Ex-governador Jaques Wagner provoca rivais do DEM: “procura-se candidato ao Senado minimamente popular”

 

Romero Jucá foi líder do PMDB no senado e considerado um dos principais aliados do presidente Michel Temer. O político de 62 anos é economista, nascido no Recife, e está no terceiro mandato consecutivo como senador.

Nas redes sociais, a autora do vídeo se identifica como Rúbia Sagaz. Ela escreveu um breve relato, junto com a filmagem: “perguntando se sou petista e dizendo que tirou “a gnt” do poder. daí eu pergunto: só se revolta quem é petista? partido bom é o pmdb? odiiiio não passarão!

o dia que eu encontrei o #Jucá, #Romerojucá lavei a alma em partes pq eu quero mais!edit: a parte que fica sem som é ele dizendo que eu sou petista, perguntando se sou petista e dizendo que tirou "a gnt" do poder.daí eu pergunto: só se revolta quem é petista? partido bom é o pmdb? odiiiionão passarão!#comsupremocomtudo #lavajato

Posted by Rúbia Sagaz on Wednesday, November 29, 2017

 

 

Em final de abril de 2016, a relatora da Operação Zelotes, ministra Cármen Lúcia do Supremo Tribunal Federal (STF), abriu inquérito para apurar suposto envolvimento do então presidente do Senado, Renan Calheiros, e do senador Romero Jucá, com a venda de emendas a medidas provisórias relacionadas ao setor automotivo editadas pelo governo federal. Renan e Jucá já são investigados em outros inquéritos da Operação Lava Jato por envolvimento com fraudes na Petrobras.

Em 23 de novembro de 2016, o STF autorizou a abertura de um inquérito na Zelotes, que apura fraudes no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), o tribunal de recursos da Receita Federal. Jucá é investigado por corrupção passiva e prevaricação.

 

Participe do debate sobre política em www.twiter.com/opabloreis

Ex-governador Jaques Wagner provoca rivais do DEM: “procura-se candidato ao Senado minimamente popular”

Motivado pela liderança em pesquisas preliminares na corrida para o Senado, o ex-governador Jaques Wagner usou o Twitter para atacar em tom de ironia os rivais do Democratas: “Procuram-se candidatos para o Senado. Quem conhecer algum minimamente popular, favor entrar em contato com a Turma do Atraso“.

As declarações foram publicadas na conta pessoal do Secretário de Desenvolvimento Econômico, no final da manhã desta quarta (29). Wagner aparece liderando a corrida para o Senado na Bahia com mais de 40% das intenções de voto, segundo pesquisa feita Record Bahia e Instituto Paraná.

O levantamento foi criticado inclusive por aliados do governador Rui Costa. O fato de não serem mencionados os nomes dos atuais senadores Walter Pinheiro (sem partido) e Lídice da Mata (PSB) soou suspeito em alguns grupos políticos.

Os resultados da pesquisa para o senado são os seguintes: Jaques Wagner (PT) com 40,6%; a deputada federal Alice Portugal (PC do B) com 26,0%; o atual ministro Antonio Imbassahy (PSDB) com 19,3%; o prefeito de Feira de Santana Zé Ronaldo (DEM) com 14,1%; o vice-governador da Bahia João Leão (PP) com 11,3%; e o deputado federal e membro da Igreja Universal Márcio Marinho (PRB) com 8,4%.

 

As declarações do ex-governador Jaques Wagner ironizam o grupo político de ACM Neto

LEIA MAIS: “A postura de Anitta reforça machismo”, critica deputada Luiza Maia(PT), presidente da Comissão de Direitos da Mulher

VEJA AINDA: Desembargador baiano quer retratação de advogado que acusou TJ-BA de “tribunal podre”: “quero que ele prove” 

 

O atual secretário de Desenvolvimento Econômico também mencionou também um índice de aprovação do governador Rui Costa. A conta de Jaques Wagner no Twitter possui um pouco mais de 50 mil seguidores. O levantamento é do Instituto Paraná Pesquisas, realizado entre os dias 16 e 21 de novembro. Foram ouvido 1.576 eleitores em 72 municípios baianos.

 

Participe do debate sobre política pelo www.twitter.com/opabloreis

Desembargador baiano quer retratação de advogado que acusou TJ-BA de “tribunal podre”: “quero que ele prove”

A declaração do advogado catarinense Felisberto Odilon Cordova de que não existe nem 10% de juízes honestos no Tribunal de Justiça da Bahia vai ter que ser provada… na justiça. O desembargador baiano Júlio Cézar Lemos Travessa representou, individualmente, contra o advogado e, após encaminhamento pela Central de Inquéritos do Ministério Público, a audiência preliminar foi marcada para o dia 6 de março de 2018, no 4° Juizado Criminal, em Itapuã. A situação é caracterizada como “crime de menor poder ofensivo”.

A insinuação que motivou a ação do magistrado baiano surgiu em uma entrevista quando o advogado catarinense sentenciou: “Nós conhecemos tribunais, como o da Bahia, que são podres inteiramente. Talvez não tenha 10% de juiz honesto lá dentro”. O TJ-Ba tem 59 desembargadores atualmente. “Desta forma, pelo que ele falou, no máximo seis são honestos e eu quero que ele prove que não sou um destes”, argumenta Travessa. “Se ele tiver alguma prova, eu vou ser o primeiro para pedir para encaminhar ao CNJ ou Procuradoria Geral da República. Se ele não tiver provas contra mim, vai ter que se retratar publicamente”.

O mesmo Felisberto Odilon Cordova ganhou fama em todo o país após acusar, no início de agosto, um desembargador de Santa Catarina de cobrar R$ 700 mil para julgar favoravelmente um processo sobre execução de honorários advocatícios. Na ocasião, ele chamou o desembargador Eduardo Gallo de “vagabundo”, “safado” e “descarado”.

Aos 77 anos, com mais de 50 anos de advocacia, Córdova chegou a ser condenado em 2006 a 1 ano e 4 meses de prisão por calúnia, mas o Superior Tribunal de Justiça considerou que a pena prescreveu, em 2012.

VEJA TAMBÉM: Conselheiro do TCE acusado por procuradora do estado se defende: “represália e tentativa de atingir honra” 

LEIA MAIS: “A postura de Anitta reforça machismo”, critica deputada Luiza Maia(PT), presidente da Comissão de Direitos da Mulher

“Desde a primeira entrevista que ele deu atacando a justiça da Bahia, eu venho me manifestando no Tribunal Pleno, solicitando que o TJ tomasse providência. Não vi muita ação. Na segunda vez, eu tornei a me manifestar, mas nenhuma atitude foi tomada. Eu resolvi fazer por escrito, mas não mais em nome do tribunal, em meu nome na defesa da minha honra”, salienta Travessa.

“Quando você sai da Bahia, a imagem é que todo mundo aqui é ladrão e rouba. Não se pode generalizar. Tenho um vizinho brincalhão que perguntou se eu estava entre os 90% ou entre os 10%. Minha vida é compatível com o que ganho. Só tenho um carro. Eu quero estancar essa coisa de chamar a gente de ladrão”, concluiu Júlio Travessa.

 

Participe do debate sobre justiça e Direito pelo www.twitter.com/opabloreis

“A postura de Anitta reforça machismo”, critica deputada Luiza Maia(PT), presidente da Comissão de Direitos da Mulher

“Eu acho que Anitta tem talento. É uma grande cantora, afinada e tudo, mas a postura que ela tem com a arte e a profissão dela reforça o machismo. Ela reforça a mulher-objeto.” A opinião sobre a cantora é da Presidente da Comissão dos Direitos da Mulher na Assembleia Legislativa da Bahia, deputada Luiza Maia (PT).

“No padrão da elite machista, ela (Anitta) tem um corpão. Somos mulheres, queremos respeito, não somos só bunda, coxa e peito. A utilização dela, a imagem, o fato dela ter a bunda grande, o peito grande e expor e usar a dança… a gente não precisa ser usada, a mulher também tem inteligência, quer crescer intelectualmente. Não tem porque querer rebaixar só ao corpo, só mercadoria“, declarou a deputada em segundo mandato.

Veja as declarações da parlamentar sobre Anitta:

LEIA TAMBÉM: PSC lança em Salvador presidente do BNDES como candidato à presidência da República; Bolsonaro vai sair do partido 

Luiza Maia foi autora, cinco anos atrás, do polêmico Projeto de Lei Anti-Baixaria, que veta a contratação pelo poder público estadual de artistas que executassem músicas consideradas sexistas ou preconceituosas. “Tem uma parte do público feminino que acha que a lei é indevida e que precisamos fazer campanhas de conscientização. Acho que o projeto também é pedagógico porque conseguimos introduzir essa discussão na sociedade. A música, instrumento importante na vida das pessoas, era lançada para diminuir as mulheres e promover a violência com a mulher”, declarou ela no programa Linha de Frente, transmitido ao vivo pelas redes sociais da Aratu, com reprise nas madrugadas da emissora, pelo canal 4.1.

A petista aproveitou para reforçar a campanha contra a aprovação da PEC 181, que tramita no Congresso Nacional e tenta criminalizar as três situações de aborto legal no Brasil. “Temos autonomia sobre nossos corpos, não são 18 deputados conservadores, machistas e misóginos que irão interferir em nossos direitos”, disparou. “Se for aprovado no plenário, o aborto no Brasil vira crime em qualquer situação, inclusive, em situação de estupro. As feministas estão revoltadas com isso. Foram 18 contra um, só a deputada Erika Kokay votou contra. São machistas, misóginos querendo mandar no corpo da mulher e no útero. É uma demagogia porque a cada dia quatro mulheres morrem no Brasil em função de aborto. Uma em cada quatro mulheres já fez aborto no Brasil”.

VEJA AINDA: Henrique Meirelles diz que inflação em Salvador é menor que média brasileira e desconversa sobre futuro no PSD: “aí não sei” 

Ela revelou simpatia política pela deputada gaúcha Manuela D´Ávila, pré-candidata à presidência pelo PC do B. “Admiro muito a Manuela. Essa questão da beleza, a gente precisa discutir. Definiram um padrão de beleza para o Brasil, que não é o meu padrão. Acho ela uma mulher inteligente. A mulher bonita no Brasil tem que ter a bunda grande, as coxas grossas e o peito grande. Esse não é o meu padrão”, revelou.

Sobre a primeira-dama Marcela Temer, Luiza falou em submissão ao marido: “Pessoalmente, não tenho nada contra ela, nem a vida deles. mas politicamente acho que o Temer se utiliza dela para fazer uma campanha machista. Ninguém é bela, recatada e do lar, não é isso que a mulher quer, isso é o machismo na cabeça dele. E ela se submete, é um direito dela”.

A ex-presidente Dilma Roussef foi apontada como exemplo na luta feminina. “Acho Dilma uma mulher bonita, competente, inteligente, que foi injustiçada e vítima da direita reacionária”.

Veja a entrevista completa da parlamentar:

LEIA MAIS: A jornalista e Miss América que processou fundador da Fox News dá 3 dicas contra assédio sexual no trabalho: “seja feroz” 

A deputada criticou o conservadorismo do Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Pedro Lino, acusado de comentários sexistas contra a Procuradora Geral do Estado, Érika Grimm. A seccional baiana da OAB considerou necessidade de um desagravo público. (Clique aqui para ler a reportagem sobre o caso)

“Machista e reacionário. Pedro Lino, eu conheço ele, é muito reacionário. Não gosto da postura dele no tribunal, que é muito de direita. Deixo meu repúdio aí a Pedro Lino”, condenou Maia.

A parlamentar demonstrou espanto ao ser apresentada ao vídeo do aniversário de 13 anos de um garoto, em que gritos “É pica, é pica, é rola, é rola, no seu cu…” foram ditos pelos presentes. “Eu acho lamentável, mas depois que um estádio inteiro de futebol mandou uma presidenta para o mesmo lugar a gente vê o que é essa sociedade. Esse tipo de produção é também para fazer confusão. Você respeitar a orientação sexual é uma coisa, mas botar duas crianças para fazerem isso…”, repreendeu.

Ela comentou a frase de Lula que em determinada ocasião chegou a dizer “uma mulher não pode ser submissa a um homem por causa de um prato de comida, ela pode ser submissa porque gosta dele”. “Acho que foi uma frase infeliz da parte dele”, resumiu a deputada.

 

“O próximo presidente da República ainda nem está no jogo”, avisa Afif Domingos, 6° colocado na disputa em 1989

Participe do debate sobre política e sociedade pelo www.twitter.com/opabloreis

1 2 21
© 2017 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA